Dica para baixar a glicemia: coma abacate durante as refeições

1

Estudo comprova que acrescentar meio abacate às refeições traz uma série de benefícios à saúde.

POR RICARDO SCHINAIDER DE AGUIAR, ESPECIAL PARA O DIABETICOOL

guacamole abacate diabetes

Guacamole é uma deliciosa opção para acrescentar o abacate às refeições.

Se você gosta de abacate, essa é uma ótima notícia! Se você não gosta, talvez passe a gostar. Segundo uma nova pesquisa, a fruta pode ajudar a regular os níveis de glicose no sangue – uma descoberta de grande interesse para pacientes de diabetes.

O abacate é bastante calórico e contém uma quantidade grande de gorduras. A cada 100 gramas, a fruta tem, aproximadamente, 160 calorias e 15 gramas de gorduras. Mas não se assuste – as gorduras do abacate são aquelas consideradas “boas”, que reduzem os níveis de colesterol no sangue e diminuem os riscos de doenças cardíacas. E quanto às calorias, elas podem ser, na verdade, uma vantagem para os diabéticos.

+ Veja na página especial “Quantidade de açúcar nos alimentos” uma tabela das frutas que contém mais açúcares!

A pesquisa, realizada na Universidade da Califórnia, foi bastante simples: eles controlaram a glicemia de dois diferentes grupos de voluntários – um deles comeu um almoço normal, enquanto o outro comeu o mesmo almoço e mais meio abacate. O resultado pode ser considerado inesperado: as pessoas que comeram o almoço mais o abacate, e que portanto consumiram mais calorias e carboidratos, não apresentaram aumento nos níveis de glicose no sangue quando comparadas com as pessoas que comeram apenas o almoço. “Isso nos leva a crer que o papel do abacate no controle da glicemia merece mais investigações”, diz Joan Sabaté, autor principal do estudo.

Além disso, por conter grandes quantidades de fibras, o abacate gerou uma sensação de saciedade. Os participantes da pesquisa que comeram a fruta se sentiram mais satisfeitos – três horas após a refeição, seu desejo de comer era 40% menor quando comparados com os participantes do grupo do almoço normal. Mesmo depois de cinco horas, o apetite do grupo do abacate ainda era 28% menor. Isso significa que, ao comer meio abacate junto ou após o almoço, as chances de você ficar tentado por petiscos e guloseimas durante a tarde são menores.

+ LEIA MAIS: “Comer abacate faz bem?

Mais pesquisas são necessárias para compreender o papel exato do abacate em nosso organismo, mas estudos anteriores já haviam associado o consumo da fruta a um melhor controle do peso e um menor Índice de Massa Corportal (IMC).

abacate e diabetes

 

AS MIL E UMA VANTAGENS DO ABACATE

Açúcar – O abacate é uma das frutas com menor quantidade de açúcar – ele tem apenas 0,7 gramas de açúcar a cada 100 gramas de fruta;

Potássio – Abacates são uma boa fonte de potássio – cada 100 gramas de fruta contém 485mg de potássio (mais do que a banana, por exemplo);

Fibras – Um abacate médio contém aproximadamente 11 gramas de fibras, quase metade da recomendação de consumo diário;

Guacamole – O abacate é o ingrediente principal do guacamole, molho típico do México – país de origem dos abacateiros.

O abacate também é consumido com saladas e pode ser uma boa opção de sobremesa.

ricardo schinaider de aguiar perfil diabeticoolRicardo Aguiar é biólogo e especialista em divulgação científica (ambos pela UNICAMP) e colabora com o Diabeticool trazendo para a gente as últimas e mais empolgantes novidades da Ciência relacionadas ao diabetes e a um estilo de vida saudável.

 

 

Compartilhe!
  • Valéria Martins

    Olá Ricardo! Na pesquisa sobre o abacate regular os níveis de glicose no sangue, foram testadas as sementes? A esposa de um colega é diabética, cujos níveis glicêmicos chega a 500 facilmente) ao tomar chá da semente de abacate, consegue reduzí-lo a 120, 160 – quase que instantaneamente após ingerir o chá. Gostaria de saber se existe estudo científico sobre a semente também. Obrigada e parabéns!