Home Famosos Elvis Presley e o diabetes

Elvis Presley e o diabetes

A lenda (viva?!) do rock usou e abusou de medicamentos – ah, se algum deles fosse pra cuidar da glicemia…Elvis Presley e o diabetesOk, desta vez não vamos explicar em detalhes quem é este diabético…porque não há ser humano que desconheça Elvis Presley (1935-1977), o ícone máximo do rock e da música! Vale notar apenas que o diabetes nada teve a ver com a morte prematuríssima do moço, aos 42 anos. Elvis passava por um momento tenebroso em sua vida, atolado em drogas e remédios pesados. Faleceu (se é que faleceu…hehe!) provavemente de overdose. Nenhuma das drogas era para o tratamento do diabetes. Todavia, Elvis é um ícone cultural tão grande que até hoje gera lucros, emplaca sucessos e dita costumes em todo o mundo!

3 Comentários

  1. ELVIS, não usava drogas e remédios pesados. Ele usava drogas medicamentosas. Eu não entendo qual a parte que muita gente não entendeu.NÃO ACHA QUE TÁ NA HORA DE LARGAR DO PÉ DO CARA?

  2. Maria fã do Elvis, ninguém está pegando no pé do cara! Pelo contrário, gostamos muito dele e de suas músicas. Tratamos, aqui, apenas de fatos. Utilizar “drogas medicamentosas” tarja preta e sem necessidade é se drogar, gostando do termo ou não. Tanto que, ao final da vida, mal podíamos reconhecer o Elvis, de tão alterado que estava pelo uso indevido de drogas. Fazer o quê…foi uma inestimável perda para o cenário musical!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também!

Retrospectiva 2019: novas maneiras de combater a hipoglicemia com glucagon

Esta matéria faz parte do especial do Diabeticool sobre o ano de 2019 para quem convive co…