Viu alguma alteração nos seus pés? Corra para o médico!

0

Novo estudo mostra a importância de tratar o mais rápido possível dos problemas nos pés de quem está com diabetes. Atraso pode acarretar conseqüências sérias.

cuidado com o pé diabético diabetes

Quando você perceber qualquer alteração nos seus pés, procure auxílio médico o mais rápido possível. Esta é a conclusão de um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Leicester, no Reino Unido, e divulgado semana passada durante uma conferência européia sobre diabetes. De acordo com o estudo, pessoas que estão com diabetes e deixam de cuidar dos pés correm riscos altíssimos de complicações sérias, incluindo a temida amputação.

É bastante comum que diabéticos tenham problemas nos membros inferiores. As altas taxas de açúcar no sangue características do diabetes causam, com o tempo, danos nos nervos e tecidos, dificultando a circulação e a sensibilidade nos pés. Com isto, um pequeno machucado pode passar despercebido e, então, evoluir para um quadro grave de lesão, exigindo medidas médicas drásticas e completamente evitáveis.

+ SAIBA MAIS SOBRE A NEUROPATIA DIABÉTICA AQUI!

O estudo apresentado na última semana analisou 20 casos clínicos envolvendo pacientes diabéticos e seus pés. Havia uma coisa em comum entre todos eles: o tratamento das feridas foi feito com muito atraso, em média de 4 meses e meio. A culpa pelo atraso foi dos próprios pacientes, que demoraram a procurar um médico. Em um dos casos, o tempo decorrido entre a lesão e a procura por auxílio profissional foi de 9 meses.

O resultado do atraso foi devastador: destes 20 casos, 6 deles (30%) resultaram em amputação. A estatística é alta e lamentável, uma vez que, muito possivelmente, estas cirurgias poderiam ter sido evitadas. Vale lembrar que diabéticos são as principais vítimas de cirurgias de amputação. Em 2010, segundo dados do DataSUS, 42 mil operações deste tipo foram realizadas no Brasil.

Uma das organizadoras da conferência sobre diabetes na qual os dados foram apresentados, Bridget Turner, comentou: “É extremamente preocupante que algumas pessoas estejam esperando vários meses até procurar ajuda médica, e isto mostra que precisamos fazer muito mais para conscientizar a população e para nos certificarmos de que as pessoas que correm riscos estejam informadas sobre o que precisam fazer se tiverem problemas”.

 

DICAS VALIOSAS

As dicas a seguir valem para qualquer pessoa, mas principalmente para quem está com diabetes já há alguns anos. O conselho principal é: conheça o seu corpo. Cheque diariamente, durante o banho, o corpo inteiro, dando especial atenção aos pés. Qualquer alteração, por menor e mais insignificante que seja, merece atenção. Unhas encravadas, queimaduras, manchas, machucados, pele seca, joanetes – deve-se prestar atenção a todos estes sintomas e procurar ajuda especializada o quanto antes.

É fundamental analisar visualmente os pés, todos os dias. O diabetes pode causar danos nos nervos sensores, então confiar apenas na sensibilidade e nas sensações de dores nos pés não é bom.

Quem está com diabetes bem sabe: ficar de olho na saúde é tarefa de todo dia. E isto deve ser feito da cabeça aos pés.

 

Compartilhe!