Viagem Orlando
CIÊNCIA COMO TRATAR DIETAS ESPECIAIS FAMOSOS MÃES & FILHOS POLÍTICA & DINHEIRO RECEITAS
CIÊNCIA COMO TRATAR DIETAS ESPECIAIS FAMOSOS MÃES & FILHOS POLÍTICA & DINHEIRO RECEITAS

O quiabo do Luciano Huck e o diabetes

24/11/2013 - 18:04 da Redação Diabeticool

Muita gente ficou entusiasmada com a história da água de quiabo diminuir a glicemia, apresentada no “Caldeirão” deste sábado. Nosso colunista Carlão Diabético tem algo a dizer sobre isso.

Um texto especial por Carlão Monteiro Diabético, colunista do Diabeticool.

 

E mais uma cura para o diabetes foi descoberta, minha gente!! Vamos todos jogar fora nossas insulinas e outros remédios e beber água de quiabo que tudo vai ficar bem!

Claro que estou brincando. Eu seria o homem mais feliz do mundo se pudesse trocar o monte de remédios que eu tomo por um copo de água de quiabo. Imagina a economia no final do mês? Meu bom Deus, além de feliz eu seria um homem rico! Mas, por mais que eu queira acreditar que o quiabo pode curar o diabetes, eu tenho alguns motivos para ter dúvidas quanto a esses tratamentos muito alternativos. Vou explicá-las. Elas se baseiam na minha experiência de mais de 20 anos como diabético. Vejam se concordam com o que eu tenho a dizer.

Caldeirão do Huck água de quiabo diabetes

A história do quiabo curar o diabetes é antiga, mas ganhou novo fôlego quando o Luciano Huck apresentou a idéia no Caldeirão de ontem (23/11/13). Aqui está o link para o vídeo do programa.

O quiabo apareceu no quadro “Jovens Inventores” do Caldeirão. A equipe do Huck descobriu três adolescentes, a Letícia, o Matheus e o Welles, todos com 17 anos, lá na cidade de Patos de Minas, em Minas Gerais. Certa vez, uma colega deles, que tem diabetes, desmaiou no refeitório da escola. Foi nessa hora que eles perceberam que o diabetes “estava mais próximo do que eles imaginavam”. Querendo ajudar a amiga, os três pesquisaram, junto com Andrea, a professora de química da escola, possíveis maneiras de diminuir a quantidade de açúcar no sangue.

Descobriram uma pesquisa feita pela UNICAMP que mostrava que camundongos alimentados com farinha de quiabo apresentavam valores menores de glicemia. O pessoal do Jornal Hoje falou desse estudo no final do ano passado. Vocês podem conferir a matéria neste link aqui.

Daí os quatro – os três amigos mais a professora – decidiram estudar a influência do quiabo em seres humanos também. Se a pesquisa da UNICAMP mostrou melhora na saúde de camundongos, por que em humanos seria diferente?

A garotada por trás da "água de quiabo": Matheus, Welles e Letícia, todos com 17 anos.

A garotada por trás da “água de quiabo”: Matheus, Welles e Letícia, todos com 17 anos.

Mas o quiabo é um alimento que muita gente detesta. Foi por isso que eles decidiram, então, fazer “água de quiabo” – que seria uma maneira mais “aceitável” de ingerir o quiabo.

E, então, com a água do quiabo em mãos, os três jovens pesquisadores foram às ruas procurar por voluntários. Num primeiro momento, a rejeição foi grande. “É muito nojento”, diziam uns. “(A água) é fácil de fazer, o difícil é digerir!”, reclamavam outros.

No final das contas, amigos e parentes dos três aceitaram a proposta de tomar a água do quiabo. E este é um ponto muito importante, minha gente.

Os resultados, segundo o Caldeirão, foram, assim, milagrosos! Uma voluntária disse que a glicemia baixou de 300 (!) para 150. Outro, que caiu de 195 para 94 – e ainda disse que a água de quiabo “fez o papel da insulina, e muito bem feito!”.

Com tamanha descoberta em mãos, os amigos foram ao palco do Caldeirão mostrar a invenção para um painel de jurados, que incluía um médico, um incentivador do empreendedorismo… e a Bárbara Paz (?). Todos os três deram nota 10 para a idéia, e os amigos levaram para casa um cheque de R$30 mil.

 

RECEITA DE ÁGUA DE QUIABO

receita de água de quiabo diabetes

Como prepara a deliciosa água de quiabo – receita aqui!

Antes de mais nada, aqui vai a receita da água de quiabo, como explicada pelos jovens pesquisadores no vídeo.

  • Lave 2 quiabos.
  • Corte as pontas inferiores e superiores.
  • Corte no meio os dois quiabos, para que fiquem quatro pedaços (foto acima).
  • Coloque os quatro pedaços num copo, encha de água e deixe por uma noite.
  • No dia seguinte, retire os quiabos e beba a água.

 

ISSO VAI CURAR MEU DIABETES, OU PELO MENOS VAI FAZER MINHA GLICEMIA BAIXAR?

Ué, meu filho, tente se quiser (e se tiver coragem!)! E não deixe de nos contar o que aconteceu. Mas não vá beber essa água com muitas esperanças…e aqui vão os meus motivos para isso (mais pra frente eu dou motivos para ter, sim, esperança!):

 

MOTIVOS PRA DUVIDAR DESSA HISTÓRIA DA ÁGUA DE QUIABO

1) Amigos, esse quadro do Caldeirão é para incentivar a molecada a ter idéias criativas. Tanto que, quando o Luciano foi entregar o cheque de 30 mil reais, disse que estava premiando “a iniciativa” deles, e não os resultados práticos. O quadro, todo mundo pode ver, é um grande oba-oba em cima de três jovens com boas idéias na cabeça. Nada de ruim foi dito sobre o pesquisa deles, só coisas ótimas. Olha, gente, eu sou completamente a favor de incentivar os jovens a ter a cabeça no lugar e utilizar bem seu tempo, mas é preciso diferenciar esse tipo de estímulo e o que é um trabalho científico sério.

2) Preciso repetir isso: o quadro “Jovens Inventores” é pra estimular a moçada a empreender, não para premiar grandes avanços científicos. O médico que estava no painel de jurados (e que deu nota 10 pra galerinha da água de quiabo, note-se) disse que a idéia era ótima, mas que ela NÃO É uma descoberta científica.

quiabo gostoso diabetes

De repente, o quiabo ficou uma delícia…

3) E daí que a pesquisa deles “não é científica”? Como QUALQUER PESSOA QUE TEM DIABETES HÁ MUITO TEMPO bem sabe, vira e mexe aparece alguma cura milagrosa para a doença. E as pessoas costumam acreditar com mais força ainda nessas curas alternativas se elas se basearem em coisas simples, fáceis de encontrar e baratas de comprar – como é o caso do quiabo. Lógico, né, quem não gostaria de trocar medicamentos caros por um pé de quiabo no quintal? Acontece que Ciência é importante quando se trata da nossa saúde. Com saúde não se brinca. Uma pesquisa ser “científica” significa que foi feita com testes controladíssimos, envolvendo pessoas que não sabem se estão tomando ou não um medicamento. Sabe a história do placebo, aquela pílula de açúcar que o médico dá para quem é louco por remédio e que faz a pessoa acreditar que melhorou? Pois é, imagina seu neto chegar com um copo de água de quiabo e pedir pra você tomar, falando que era invenção dele e que podia curar o diabetes? Será que você não iria, mesmo sem pensar muito no assunto, controlar melhor o que comia nos dias seguintes a fim de “dar uma ajudinha” pra descoberta do moleque? É por isso que pedi para vocês prestarem atenção na história dos voluntários que beberam a água de quiabo lá em Patos de Minas. Tem um monte de parentes e amigos dos guris envolvidos na história. Será que eles tomaram a água e daí foram viver normalmente, ou será que controlaram a boca, mesmo sem querer, para melhorar a glicemia? Como podemos saber? Só com testes científicos, nos quais esse tipo de coisa é controlada. Uma pesquisa ser científica significa, no fundo, que os resultados encontrados acontecerão com praticamente qualquer pessoa, em qualquer canto do mundo, que usar o medicamento. Podemos confiar nos voluntários de Patos de Minas?

 

MOTIVOS PARA TER ESPERANÇA NA ÁGUA DE QUIABO

1) O quiabo – apesar de absolutamente horroroso ao paladar, na minha humilde e sincera opinião! – parece que tem efeitos positivos no controle do diabetes, sim. Várias pesquisas científicas já comprovaram o fato. Esta excelente matéria aqui do Diabeticool mostra os resultados de um estudo feito na Malásia e menciona outro realizado na Índia; ambos indicam que o quiabo pode ser bom, de fato, para quem tem diabetes.

2) A matéria do Jornal Hoje que mencionei antes, do dia 4 de dezembro do ano passado, talvez explique o porquê do quiabo diminuir a quantidade de açúcar no sangue. A reportagem fala que o quiabo é bom para a saúde porque baixa o colesterol, melhora o funcionamento do intestino e, claro, diminui a glicemia. Quando vão entrevistar a pesquisadora responsável pelo estudo, ela conta um segredinho. Segundo ela, o quiabo contém fibras que ficam por mais tempo no estômago. Isto faz com que a pessoa se sinta saciada por mais tempo. Portanto, quem come quiabo sente menos fome e come menos. Será que a glicemia diminui justamente por isso? Se uma pessoa ingere menos alimentos, parece óbvio que a quantidade de açúcar no sangue será menor…

(observação: no final da matéria do Jornal Hoje há dicas de preparo do quiabo para que ele fique menos nojento! Vale a pena assistir.)

 

A mensagem que eu quero transmitir com este texto é a seguinte: pessoal, pelo amor de Deus, não deixem de tomar seus remédios só porque três moleques apareceram no Luciano Huck (e num quadro que tem o propósito de estimular a criatividade, e não de premiar resultados práticos)! Se quiserem testar a eficácia da água de quiabo, sigam a receita acima e deixem nos comentários aqui em baixo uma mensagem dizendo o que aconteceu com a sua glicemia. Eu adoraria que fosse verdade essa história, mas anos de experiência me ensinaram que tratamentos milagrosos aparecem a cada semana, mas que, no final das contas, os bons e velhos remedinhos da farmácia é que mantêm minha saúde no lugar. E com ela eu não brinco.

Se eu vou tomar a água? Quem sabe…talvez se colocar um pouco de açúcar ela fique com gosto melhor? :D!

 

carlao monteiroCarlão Monteiro Diabético ganhou este último “sobrenome” carinhoso há mais de 20 anos, quando descobriu que teria de conviver com o diabetes. Passou a estudar muito sobre a doença, devorando todos os livros e artigos científicos que passavam pela sua frente. Neste tempo, já testou milhares de tratamentos diferentes e ouviu as mais exóticas histórias sobre curas do diabetes. Ele compartilha seu vasto conhecimento com os leitores do Diabeticool nesta coluna especial.
Siga no Facebook em facebook.com/diabeticool

 

  • http://www.diabeticool.com/ Diabeticool

    Olha, Joana, tem gente que fala que no dia seguinte já faz efeito. Mas lembre-se: o quiabo só baixa a glicemia porque é diurético, não porque “cura” o diabetes!

    Dê uma olhada neste texto aqui para entender tudo do assunto!:
    http://www.diabeticool.com/revelado-o-segredo-da-agua-de-quiabo/

  • Lucia Barth

    Estou tomando água de quiabo, estou adorando pelo fato de ser diuretico e com isso tive uma melhora acentuada na celulite.

  • Luciara

    Antonio, experimente a alimentação viva, pesquise sobre, vc pode curar a diabetes comendo certinho. Procure pelo Dr. Alberto Gonzales no youtube.

  • Luciara

    Pessoal que sofre com Diabetes ou qualquer outra enfermidade, a cura
    está na alimentação correta. Vcs já ouviram falar em alimentação viva ou
    crudivorismo? Em 1 semana os níveis de glicose se estabilizam e a saúde
    fica ótima. Faz 1 ano que não tomo remédio algum e nunca mais fiquei
    doente, apenas comendo frutas e vegetais, indico esse vídeo…

    http://www.youtube.com/watch?v=vnemrfxgP0o

    A cura existe sim, o que não existe é a vontade de curar-se. É muito
    mais cômodo continuar como estamos do que lutar pela saúde perfeita.

  • asilvia
  • Gerson

    Sou diabético (tipo 2) há quase 20 anos. Tomo, regularmente – prescrita por médico endocrinologista – metformina 850 mg e glibenclamida 5 mg. Esta associação controla minha glicemia em torno da normalidade (99-100).
    Há uma semana comecei a tomar a água-de-quiabo e minha glicemia (sem deixar a medicação de lado) baixou para o nível de 60 em jejum. Isto é ótimo.
    Vou levar o fato ao meu médico e verificar se posso começar a diminuir a dosagem da medicação, tomando – também – a água-de-quiabo.
    Vou verificar também como ele atua sobre o colesterol.
    Ao contrário da maioria, gosto muito de quiabo.
    Vamos trocando idéias por aqui.
    Abs. Gerson

  • Gerson

    Sim, Patrícia, toma pela manhã, antes de desjejum. Não tem gosto de nada. Mas, pelo que vejo, funciona mesmo.

  • joao carlos lucena

    o que eu gostaria de saber é se os quiabos que uso é so para isar uma vez ou posso continuar usando

  • Zoroastro Martins

    Eu usei, e o resultado foi positivo. Estou tomando uma dose diária e está mantendo um nível constante, futuramente aumentarei a dose e monitorar o resultado, acredito que será satisfatório.

  • Katia Albuquerque

    Fiz hj o uso da água do quiabo e deu diarréia. Farei o uso outros dias para ver se acontecerá novamente. Caso sim, não usarei mais. Como o legume e nada sinto.

  • Katia Albuquerque

    Uso metformina e glimepirida diariamente.

Compartilhe
Traduzir o Texto EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish
Veja Também
curtiu?