Venda de chocolate diet durante a Páscoa aumenta 50%

0

Em cidade paulista, ovos de chocolate com menos açúcares fazem grande sucesso nesta Páscoa.

As vendas de ovos de Páscoa fabricados para quem tem algum tipo de restrição alimentar aumentaram este ano em Itapetininga (SP). De acordo com comerciantes e um fabricante de chocolates da cidade, o crescimento foi de até 50% em relação aos anos anteriores, principalmente para a linha diet.

Os produtos da linha diet e light são os mais procurados, no entanto, os consumidores ainda podem encontrar ovos de Páscoa feitos com leite de soja, especiais para quem sofre de intolerância à lactose.

De acordo com o fabricante Marco Antônio Aurucchio, apesar do crescimento nas vendas, o preço desses chocolates ainda é maior do que o do produto tradicional. Normalmente, chega a ser o dobro. Ele explica que isso se deve ao custo de produção dos especiais. “O chocolate diet, por exemplo, tem quase 100% a mais no custo da matéria-prima em relação ao outro chocolate. Ele é bem mais caro”, comenta.

E quem tem restrição faz questão de consumir o chocolate recomendado pelos especialistas apesar do preço. O técnico em segurança do trabalho Norberto de Jesus delgado conta que passou a comprar esse tipo de chocolate depois que a sogra descobriu que tem diabetes. Para ela não passar a Páscoa sem as guloseimas, fez questão de presenteá-la. “Quando descobrimos, eu e a minha esposa passamos a busca os produtos ‘diet’ para que ela possa também participar dessa Páscoa e comer um chocolate sem que venha prejudicar a saúde dela”, diz.

A professora de teatro Bianca Sbruzzi, moradora de Itapetininga, também tem diabetes. Ela explica que descobriu há oito anos a doença. Para substituir o chocolate comum, foi orientada pela médica a comer o diet, uma das formas de suprir a necessidade de doce. Ela disse que se adaptou aos produtos e acha que os ‘normais’ são até enjoativos. “Normalmente eu não sinto muito diferença do normal. Para mim a diferença é que é bem mais controlado no açúcar e o normal chega até ser meio enjoativo. Você pode comer à vontade que não vai ser enjoativo como o outro”, ressalta.

Light e diet

Você sabe qual a diferença entre diet e light? Segundo a nutricionista Camila Rodrigues é preciso ficar atento para não levar o produto errado. Segundo ela, os ovos da linha diet não devem ser consumidos por quem pretende perder o peso. “O chocolate diet tem isenção de açúcar, então, ele ter mais manteiga de cacau, ou seja, um pouco mais de gordura para ficar mais palatável, mais saboroso. Já o light tem redução. Os produtos da linha light têm redução de 25% em algum ingrediente da sua fórmula. No caso do chocolate, ele tem essa redução de gordura ou açúcar. Para quem quer perder peso ou está controlando, não é interessante consumir o chocolate diet porque ele tem mais gordura. O interessante seria o light ou o amargo que têm menos açúcar”, alerta.

Fonte: CBN Foz

Compartilhe!