Resenha: glicosímetro iBGStar e creme Hidrastar

7

Ronaldo Wieselberg testa duas novidades que prometem facilitar bastante a vida de quem lida com o diabetes. Conheça mais sobre o glicosímetro iBGStar e o hidratante Hidrastar neste texto especial!

POR RONALDO WIESELBERG, ESPECIAL PARA O DIABETICOOL

Há pouco mais de um mês, houve o lançamento dos novos monitores de glicemia da Sanofi no Brasil, o BGStar e seu companheiro, iBGStar, que pode ser usado junto com o iPhone, iPad ou iPod Touch. Eu estava lá, no lançamento, e pude conferir as novidades que ele apresenta.

ronaldo wieselberg ibgstar diabetes

Eu, durante o lançamento. Normalmente eu me interesso por essas coisas… Hehehe

Bem, para conferir todas as novidades com calma, cada um dos participantes – todos blogueiros de diabetes! – recebeu um exemplar dos monitores. Eu, ao longo desse mês, testei e vou, aqui, contar para vocês como foi a experiência.

ibgstar hidrastar diabetes

Além de receber o iBGStar, também recebi o hidratante Hidrastar, do qual vou falar um pouquinho no final.

Peguei a caixa do monitor, abri e logo tive uma grata surpresa. Eu sou do tipo de pessoa que não gosta muito de ler manuais, e quando tenho que fazer isso fico bastante chateado. Pois bem, assim que retirei tudo da caixa, dei de cara com um Guia de Consulta Rápida, o que é bastante útil para quem já tem certa familiarização com monitores de glicemia.

ronaldo wieselberg ibgstar manual

Este é o Guia de Consulta Rápida. Mas, é claro, eu também li o manual de instruções completo (clique na imagem para versão ampliada).

Em seguida, comecei a desembrulhar tudo o que veio no kit. Além do medidor, também veio um estojo para transporte, lancetador com duas ponteiras – uma para testes na ponta dos dedos e outra para locais alternativos de testes – e dez lancetas, um carregador de parede e um cabo micro-USB/USB, o guia de consulta, manual de instruções e o certificado de garantia.

Não acompanhava o kit as fitas para teste, mas eu também recebi algumas delas, e comprei mais algumas, para utilizá-lo o mês todo.

wieselberg diabetes ibgstar

Ao fundo, a bagunça em que eu me encontro… Notem o tamanho do monitor!

O iBGStar é, realmente, MUITO pequeno. O que, dependendo da pessoa e do uso, pode ser bom ou ruim. Pessoas que têm dificuldade para lembrar onde deixaram as coisas provavelmente manterão o monitor no estojo ou acoplado ao iPhone – se o tiverem! –, o que compensa o tamanho. Em contrapartida, pessoas que normalmente não gostam de levar coisas grandes consigo vão se beneficiar do tamanho dele.

ibgstar funcionamento diabetes

Sim, a mão é minha. Esse é o tamanho comparativo, quando ele não está acoplado ao iPhone.

Pessoalmente, quando saí com ele no bolso, junto com o lancetador e o pote de tiras, foi virtualmente impossível lembrar, durante os eventos, que eu estava com ele. E, quando precisei fazer um teste, a discrição foi incrível. Acoplado ao iPhone, então, ninguém perceberia a existência dele se não olhasse diretamente para a tela do aparelho.

Porém, da mesma forma, se eu me esquecesse completamente dele no bolso, provavelmente iria para a máquina de lavar. É melhor levar no estojo ou acoplado no iPhone.

Voltando… Precisaria, também, baixar o aplicativo por meio da AppStore, da Apple, para ter uso completo do aparelho [link para o aplicativo]. Entrei na loja, e foi bem fácil baixa-lo. Ele não é pesado para a memória do telefone e tem várias funções interessantes.

app ibgstar diabetes

Tela da AppStore enquanto eu baixava o aplicativo. Dificuldade? Nenhuma!

Quanto ao aplicativo, ele está disponível nas duas medidas comuns de glicemia – mg/dl, que é a usada normalmente no Brasil, e mmol/l, que é usada em países como EUA, Canadá, e alguns países da Europa – e pode ser usado sem o iBGStar, sendo, então, mais uma opção dentre os aplicativos de diabetes para o celular.

Ele é bem fácil de ser manuseado. Foi só plugar o monitor no iPhone com o aplicativo e ele reconheceu todos os dados, sincronizando data e horário automaticamente. Tem funções bastante interessantes, como marcações que ajudam a lembrar o porquê de a glicemia ter aquele valor naquele momento – por exemplo, uma hiperglicemia inesperada poderia ser justificada com a explicação de uma cânula entupida, no caso de quem usa bomba de insulina –, funções de gráficos, dando uma ideia de como é a evolução da glicemia ao longo do dia, médias e tabelas de acordo com o horário dos testes, e, por fim, uma função de compartilhamento de resultados – que permite, inclusive, que todos os dados, gráficos e resultados sejam enviados diretamente para o e-mail do seu médico.

screenshots ibgstar app diabetes

Imagens da tela do aplicativo iBGStar, exibindo um resultado com marcação, gráficos de tendência e tabelas com resultados e médias das glicemias.

Bem, vamos, então, aos pontos positivos e negativos do monitor?

Pontos Positivos

  • Bastante discreto e de fácil manuseio;
  • Aplicativo bastante interativo, fazendo automaticamente o que eu faço manualmente para as minhas consultas;
  • Bateria recarregável, o que diminui o drama de precisar encontrar as baterias reservas;
  • Iluminação em backlight, o que também é legal para ver resultados com iluminação diminuída – por exemplo, nos testes durante a madrugada;
  • Pequena quantidade de sangue, com tempo de três segundos para o resultado surgir;
  • Não precisa de chips de codificação para cada tubo de tiras, o que diminui a quantidade de coisas a se fazer a cada tubo.

Pontos Negativos

  • O fato de ser muito pequeno pode dificultar para quem tem problemas de visão utilizá-lo sem iPhone/iPad/iPod;
  • Pode ser esquecido ou perdido, se usado sozinho, sem nenhum acessório. Precisei resgatá-lo duas vezes dos bolsos quando voltava para casa;
  • Só disponível para usuários de acessórios da Apple. Pois é, quem tem celulares e sistemas Android fica sem o aplicativo;
  • Com o novo update do aplicativo, pessoas com deficiência visual não têm mais facilidade para saber do resultado. Antes, o resultado era mostrado em texto, e o iPhone conseguia ler o resultado de forma audível. Atualmente, o resultado é mostrado como uma imagem, o que impede a leitura.

Quanto ao Hidrastar, ele é um hidratante muito legal. Eu passo o dia com luvas, lavando as mãos constantemente… Isso acaba por ressecar a pele. Então, para evitar isso, no fim do dia, um hidratante cairia bem.

O problema é que a maioria dos hidratantes são oleosos e deixam a pele com a sensação de “melecada”. Além de tudo, poderia favorecer o aparecimento de fungos e outras infecções por deixar o lugar propício.

Com o Hidrastar isso não acontece. Em menos de dois minutos depois de passar o hidratante, as mãos – e pés – estavam secos, porém bem mais macios do que antes. Basta uma aplicação, só, para perceber a diferença. O cheiro – de rosas – é bastante agradável, e não incomoda.

torroes de acucar diabetes

A análise final dá quatro torrões de açúcar – de um total de cinco possíveis! – para o iBGStar.

Um abraço, e até a próxima!

ronaldo wieselberg perfil diabeticoolRonaldo José Pineda Wieselberg tem diabetes há mais de 20 anos. É estudante de Medicina na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa (FCMSCSP), auxiliar de coordenação do Treinamento de Jovens Líderes em Diabetes da ADJ Diabetes Brasil e Jovem Líder em Diabetes pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), com trabalhos sobre diabetes premiados e apresentados no Brasil e no exterior. Apesar de ter o mesmo nome de vários grandes jogadores de futebol, prefere o xadrez.
+ Quer ler todos os textos de Ronaldo Wieselberg? CLIQUE AQUI!

 

Compartilhe!
  • Bia Scher

    Onde você comprou o aparelho? E as tiras já estão à venda no Brasil?

  • Marianna Alves

    Acho que vc não leu atentamente. Ele e mais alguns blogueiros ganhanharam o aparelho no lançamento

  • Bia Scher

    É eu comentei antes de ler o texto todo, e depois quando vi, não consegui apagar o comentário hahaha
    Mas gostaria muito de saber se alguém sabe se já está vendendo no Brasil. Eu comprei o aparelho nos EUA, e deixei pra comprar as tirar aqui quando saíssem. E nos EUA as tiras são absurdamente caras…

  • Oi Bia, como vai?

    Sim, como a Marianna respondeu, eu ganhei o monitor para teste, mas ele já está à venda no Brasil – procure nas farmácias especializadas em diabetes, ou na sua associação de diabetes. As tiras também já estão à venda.

    Abraços!

  • SULAMITA OLIVEIRA REIS

    Olá, gostei muito das materias publicadas… Muito muito apropriada e confiavel. Gostaria de me cadastrar.

  • Agradecemos muito por este incrível incentivo, Sulamita!
    Estamos atualizando a maneira como as pessoas podem se cadastrar no site, a fim de facilitar a vida de todo mundo – em poucos dias a novidade entra no ar!!

    Abração!

  • SULAMITA OLIVEIRA REIS

    Que bom!
    Obrigada pelo contato.
    Desejo-lhes muito sucesso e sabedoria para que continuem publicando assuntos tãoimportantes .

    Subject: Re: New comment posted on Resenha: glicosímetro iBGStar e creme Hidrastar