Exercícios físicos fortalecem até o cérebro

0

A Ciência garante: praticar atividades física ajuda a perder peso, combater doenças como o diabetes e até mesmo a fortalecer a mente.

atividades fisicas cerebro diabetes

As facilidades da vida moderna e a rotina corrida do dia a dia conspiram para tornar as pessoas cada vez mais sedentárias. Os problemas que isto causa são de amplo conhecimento: sobrepeso e obesidade, maiores riscos para doenças cardíacas, diabetes, problemas mentais…

problemas mentais?

Sim – e devemos ficar muito atentos a este fato, garante Art Kramer, um respeitado pesquisador norte-americano que trabalha na Universidade de Illinois. Art conduz há vários anos pesquisas e experimentos que buscam revelar o papel das atividades físicas na cognição.

“Populações ao redor do mundo desenvolvido estão se tornando cada vez mais sedentárias como resultado das mudanças na natureza do trabalho e das atividades de lazer”, afirmou Kramer. “Como conseqüência destas mudanças na sociedade, doenças como hipertensão, diabetes, osteoporose e alguns tipos de câncer estão mais comuns.” O cientista dá a dica: “As atividades físicas servem para reduzir a susceptibilidade a estas doenças.”

Quanto à mente, Kramer complementa: “[Praticar] mais atividades físicas tem efeitos diretos e relativamente rápidos na cognição e na saúde cerebral. (…) Tais resultados têm sido relatados, ao longo de várias décadas, em estudos de atividades físicas em modelos animais.”

art kramer diabetes

O pesquisador Art Kramer, especialista nos estudos sobre exercícios físicos e cognição.

E não são apenas em estudos com animais que melhoras cognitivas foram relatadas. Pesquisas feitas pela equipe de Kramer confirmaram que exercícios físicos regulares, como caminhar três vezes por semana, também aumentam a capacidade cerebral em humanos.

A professora de Neurociências da Universidade de Cambridge, Barbara Sahakian, comentando o aviso do dr. Kramer, nota que atualmente um em cada quatro adultos possui algum tipo de desordem mental, e isto faz com que doenças mentais sejam a causa número um de incapacidade nos EUA, Reino Unido e no Canadá. Por isso, de acordo com ela, problemas de saúde como a depressão devem receber maior atenção da comunidade médica – e exercícios físicos seriam uma ótima alternativa aos tratamentos via fármacos para estas condições.

“Assim como quem corre costuma checar sua pulsação, nós devemos encorajar as pessoas a regularmente ficar de olho no estado de sua saúde mental. (…) Muitas vezes as pessoas esperam tempo demais até procurar ajuda, tornando a condição mais difícil de tratar. Precisamos educar o público sobre o que procurar e conscientizá-los da importância da detecção e intervenção precoces.”

Tanto Art Kramer quanto Barbara Sahakian foram destaques da mais recente reunião da Associação Americana para o Avanço da Ciência, que ocorreu no último dia 16, em Boston. Em sua palestra, Kramer revelou os métodos mais modernos para aferição da cognição e apresentou seus mais recentes dados acerca da influência dos exercícios no nosso cérebro. Anunciaremos as descobertas assim que se tornarem públicas.

 

Compartilhe!