Diabetes e Exercícios Físicos

0

Descubra como gastar energia pode te ajudar a ganhar saúde e controlar melhor o diabetes neste texto dos nossos amigos do Diabetes Sem Medo!

Um estudo da Universidade Americana da Virginia publicado em 2008 comparou dois tipos de exercícios físicos para a perda de gordura em mulheres obesas de meia-idade. As mulheres foram divididas em 3 grupos, conforme o peso e a aptidão física.

Um grupo fez atividade física moderada, o outro grupo fez atividade física intensa e o outro grupo não fez atividade física (grupo controle). Todos fizeram exercícios de caminhada ou corrida em velocidade controlada, durante 16 semanas. Os grupos tiveram resultados diferentes com o mesmo gasto de energia (calorias) durante o exercício (veja na figura).

De acordo com o autor do estudo, quanto maior a intensidade do esforço físico, mais energia o corpo gasta depois do exercício para se recuperar. As mulheres do grupo de exercício intenso perderam mais gordura que as mulheres do grupo de exercício moderado.

Outro estudo do mesmo autor publicado em 2010 mostra que a maior intensidade do exercício não altera os níveis de glicose e de insulina no sangue, mas como mostrado anteriormente, ajuda a diminuir a gordura abdominal e, consequentemente, a resistência insulínica.

A gordura abdominal e a circunferência da cintura maior que o normal são as responsáveis pela resistência insulínica (dificuldade da insulina funcionar), presente no diabetes tipo 2, e pelo aumento do risco de doenças do coração.

Então, essa é uma boa dica de como se exercitar para pessoas com diabetes, e também para prevenir o desenvolvimento da doença! Mas lembre-se de fazer alongamento antes e depois do exercício e de ter a orientação de um profissional de educação física antes de iniciar qualquer tipo de treinamento.

Fonte: Weltman, M.Y., et all. Exercise intensity does not affect glucose disposal in euglycemic abdominally obese adults. Obesity and Metabolism-Milan 2010; 6(4):86-93. Irving, B.A., et all. Effect of exercise training intensity on abdominal visceral fat and body composition. Med Sci Sports Exerc. 2008; 40(11):1863-1872

diabetes e atividade fisica diabetes sem medo

Compartilhe!