Saúde que vem da natureza

0

Empresa da Nova Zelândia descobre que extrato de folhas de oliveira traz enormes benefícios aos diabéticos.

Embalagens dos extratos de folhas de oliveira da empresa oceânica Comvita.

Os novo-zelandeses da companhia de produtos naturais Comvita estão sorrindo de orelha a orelha – e a alegria deles pode significar boas notícias também aos diabéticos de todo o mundo. A empresa, reconhecida na longínqua Oceania por seus produtos derivados do mel, descobriu que seu extrato de folhas de oliveira possui propriedades benéficas à cura do diabetes, o que fez o preço de suas ações na bolsa atingir valor recorde esta semana.

O extrato da Comvita foi testado pelo Liggins Institute na University of Auckland, na Nova Zelândia. Homens obesos e na meia-idade, e que portanto tinham altíssimas chances de adquirirem diabetes tipo 2, ingeriram o produto, feito de folhas frescas de oliveira, durante doze semanas. Em comparação com um outro grupo de homens obesos e de meia-idade que não tomou o extrato, os que utilizaram o produto da Comvita apresentaram melhora tanto na liberação de insulina quanto na sensibilidade das células à ação do hormônio. Estes dois fatores são cruciais na prevenção do diabetes.

“Isto não é uma cura para o diabetes”, afirma Brett Hewlett, executivo-chefe da Comvita. Apesar do tom cauteloso, ele sabe que a descoberta abre novas possibilidades de terapias à doença: “Potencialmente esta é apenas uma de muitas armas que profissionais da saúde podem utilizar e oferecer como preventivos ao diabetes”. E complementa: “Nós já estamos pensando sobre potenciais novos produtos de pesquisa  e projetos de pesquisa subseqüentes que podemos fazer, o que pode levar a novos produtos e tecnologias”.

Continue lendo a matéria aqui!

 

Muita gente acredita que a cura do diabetes poderá vir de elementos simples da natureza, como é o caso deste extrato de folhas de oliveira. Pode ser que assim seja, e é sempre bom saber que há pessoas envolvidas neste tipo de pesquisa, além dos médicos e cientistas que buscam, através de tecnologias e produtos mais avançados, também a cura. Vamos esperar a pesquisa da Comvita ser publicada em algum periódico científico respeitável – o que, segundo os diretores da empresa, está em processo de acontecer – antes de testarmos esta nova abordagem natural!

 

Compartilhe!