Pesquisa revela os efeitos colaterais mais comuns em diabéticos

7

Descobriu-se que há grandes diferenças entre os efeitos que o diabetes tipo 1 e o tipo 2 causam no corpo. Acompanhe na matéria.

Um levantamento feito no maior fórum para diabéticos da internet jogou luz sobre um lado sombrio da doença: os efeitos secundários que a doença causa no organismo.

Segundo o estudo, 20% dos diabéticos sofrem de depressão, mesma porcentagem daqueles que disseram ter artrite. A retinopatia diabética foi apontada por 13% dos participantes. 1 a cada 10 diabéticos tem problemas de ansiedade, de acordo com o levantamento.

+ LEIA MAIS: “Dieta Mediterrânea faz bem também para a cabeça: Estudo mostra que a popular dieta pode prevenir doenças cognitivas, inclusive em quem está com diabetes”

A artrite foi um dos efeitos colaterais mais lembrados na pesquisa.

A artrite foi um dos efeitos colaterais mais lembrados na pesquisa.

Dentre os sintomas mencionados acima, a depressão chama a atenção, tanto pelo porcentual alto de prevalência quanto pelo fato de que quem tem diabetes e também depressão costuma cuidar muito mal da saúde. A glicemia destas pessoas normalmente não é bem controlada, o que pode agravar tanto o diabetes quanto seus efeitos colaterais.

A grande maioria das pessoas que responderam ao questionário (67%) disse estar com diabetes tipo 2. Dentre este grupo, os efeitos colaterais que mais foram mencionados são: artrite, doenças cardíacas e pressão sangüínea elevada (em 26%, 14% e 54% dos entrevistados, respectivamente).

Os diabéticos tipo 1 salientaram neuropatia, retinopatia e artrite como os efeitos secundários mais presentes. Interessante notar que o grupo mostrou taxas de depressão ligeiramente superiores em relação aos diabéticos tipo 2, porém os índices de pressão sangüínea alta foram 20% menores.

 

Sorry, there are no polls available at the moment.
Compartilhe!