Pesquisa revela os efeitos colaterais mais comuns em diabéticos

7

Descobriu-se que há grandes diferenças entre os efeitos que o diabetes tipo 1 e o tipo 2 causam no corpo. Acompanhe na matéria.

Um levantamento feito no maior fórum para diabéticos da internet jogou luz sobre um lado sombrio da doença: os efeitos secundários que a doença causa no organismo.

Segundo o estudo, 20% dos diabéticos sofrem de depressão, mesma porcentagem daqueles que disseram ter artrite. A retinopatia diabética foi apontada por 13% dos participantes. 1 a cada 10 diabéticos tem problemas de ansiedade, de acordo com o levantamento.

+ LEIA MAIS: “Dieta Mediterrânea faz bem também para a cabeça: Estudo mostra que a popular dieta pode prevenir doenças cognitivas, inclusive em quem está com diabetes”

A artrite foi um dos efeitos colaterais mais lembrados na pesquisa.

A artrite foi um dos efeitos colaterais mais lembrados na pesquisa.

Dentre os sintomas mencionados acima, a depressão chama a atenção, tanto pelo porcentual alto de prevalência quanto pelo fato de que quem tem diabetes e também depressão costuma cuidar muito mal da saúde. A glicemia destas pessoas normalmente não é bem controlada, o que pode agravar tanto o diabetes quanto seus efeitos colaterais.

A grande maioria das pessoas que responderam ao questionário (67%) disse estar com diabetes tipo 2. Dentre este grupo, os efeitos colaterais que mais foram mencionados são: artrite, doenças cardíacas e pressão sangüínea elevada (em 26%, 14% e 54% dos entrevistados, respectivamente).

Os diabéticos tipo 1 salientaram neuropatia, retinopatia e artrite como os efeitos secundários mais presentes. Interessante notar que o grupo mostrou taxas de depressão ligeiramente superiores em relação aos diabéticos tipo 2, porém os índices de pressão sangüínea alta foram 20% menores.

 

Sorry, there are no polls available at the moment.
Compartilhe!
  • simone frota

    sofro muito com a falta de compreenção dos meus familiares

  • Júlio Vilela

    Tenho diabetes tipo 2

  • maria romão

    tenho pressão alta e depressão e os meus diabetes andam mal controlados

  • silvia carbonell

    o que mais me incomoda são os problemas com a visão, normalmente muito embaçada e também um cansaço que não passa! mas não se pode desanimar, sempre se encontra uma porta, aberta para a esperança!

  • Olá, Simone
    Realmente, às vezes é muito difícil conversar sobre diabetes com nossos familiares. A doença é complicada de entender e de explicar, além de exigir diversos tratamentos não muito usuais. Foi para ajudar a entender melhor o diabetes que criamos o site. Esperamos que nossas matérias e reportagens auxiliem no entendimento da doença e que lhe ajudem a viver melhor com ela.

    Grande abraço,
    Equipe Diabeticool

  • Ana karolina de Alburquerque Rodrigues

    Tenho diabetes desde 7 de anos hoje estou com 25,tento 3 filho essa doença não é fácil,mais somos pessoas normais.vejo muito preconceito das pessoas principalmente quando estou fazendo uma entrevista e falo que tenho diabetes a entrevista já fica de outro jeito isso é muito humilhante.como faço pra sustentar meus filhos e pagar minhas contas? Isso é um absurdo?

  • Sonia D. Belini

    Eu já tinha osteo-artrose. antes de ser diabética, aliás ,acho que foi dos tratamentos medicamentosos que a adquiri. O mais difícil pra mim, é fazer a dieta, pois acabo ficando com muita fome por não ingerir os carboidratos e por outro lado acabo por ingerir algum doce, é difícil eu fazer este controle.
    Tenho observado todos os alimentos que ingiro, e faço o controle para ver os que mais prejudicam. Não sou obesa e acabei por emagrecer sete quilos, desde que iniciei a dieta. A minha maior dificuldade é quando estou com muita fome, no intervalo da tarde , fico sem saber o que comer.