Diabetes Gestacional

Um cuidado especial a mais para mães e filhos

Como o nome indica, diabetes gestacional é uma forma de diabetes que aparece durante a gravidez. As futuras mamães costumam ficar preocupadas quando escutam dos médicos que têm diabetes gestacional. Agora, além de cuidar da saúde do bebê, elas ainda têm que cuidar de diabetes? Quão perigoso é isso para a saúde delas e dos seus filhos?

O diabetes gestacional tem seu lado bom, assim como o lado que exige atenção. Uma em cada 20 grávidas desenvolve diabetes gestacional, então esta é uma condição comum. As atrizes Salma Hayek e Angelina Jolie são dois exemplos de grávidas que tiveram diabetes durante a gestação. O lado bom do diabetes gestacional é que, na maioria dos casos, ele não se desenvolve em diabetes após o parto, e as mamães e seus filhos se mantêm saudáveis – assim como aconteceu com as duas artistas.

bebe diabetes gestacional

É possível dar à luz um filho super saudável mesmo tendo diabetes gestacional.

Porém, mulheres que tiveram diabetes gestacional são estatisticamente mais propensas a desenvolver diabetes tipo 2 no futuro, então devem ter atenção redobrada quanto à sua saúde.

A definição de diabetes gestacional é quando se descobre que a mulher tem diabetes enquanto ela está grávida. Na grande maioria dos casos, isso significa que a gestante está com a quantidade de açúcar no sangue um pouquinho acima do limite normal – o que é compreensível, em vista de todas as mudanças que ocorrem no corpo da mulher durante uma gravidez! – , mas isto ainda não prejudica a sua saúde nem a do bebê. Nestes casos, é recomendada a prática de exercícios físicos leves e a adoção de uma dieta mais balanceada.

O uso de insulina para controlar o diabetes gestacional ocorre apenas nos casos mais sérios. Porém, é bom lembrar que o diabetes gestacional representa, sim, um risco seriíssimo tanto para a mãe quanto para o filho, caso não seja acompanhado e tratado adequadamente.

Quais são os sintomas mais comuns do diabetes gestacional?
  • Sentir muita sede
  • Necessidade de urinar constantemente
  • Cansaço físico e mental
  • Infecções na pele
Quais mulheres estão mais propensas a ter diabetes gestacional?
  • Grávidas obesas ou acima do peso
  • Quem já teve um bebê pesando mais de 4kg
  • Aquelas com parentes diabéticos tipo 2 ou que já tiveram diabetes gestacional
  • Mulheres descendentes de famílias do sudeste asiático, Oriente Médio ou do Caribe.

O mais importante a se lembrar é o seguinte: assim como nos casos de pré-diabetes, cuidar direitinho da saúde, adotar hábitos mais saudáveis e seguir os conselhos médicos são passos simples e super eficazes para se evitar que o diabetes gestacional vire diabetes tipo 2 no futuro. As saúdes da mamãe e do bebê agradecerão!