Nova caneta de insulina reutilizável para pessoas com diabetes tipo 1

0

Sanofi lança em Portugal a JuniorSTAR, com visor grande e que permite reutilizar a insulina.

A Sanofi acaba de lançar em Portugal a JuniorSTAR, uma nova caneta de insulina reutilizável que marca de meia em meia unidade e que pode ser utilizada com Lantus (glargina de insulina), Apidra (insulina glulisina) ou Insuman (insulina humana recombinante).

Permitindo a marcação de 1 a 30 unidades por injecção, com incrementos de meia em meia unidade, a JuniorSTAR é uma caneta leve e de fácil utilização com um visor de dosagem grande e com sistema de remarcação de dose simples que evita o desperdício de insulina. A JuniorSTAR foi desenvolvida e é fabricada pelo parceiro da Sanofi, Haselmeier GmbH, em Estugarda (Stuttgart), na Alemanha.

Guida Rebelo, product manager da área da Diabetes na Sanofi Portugal, afirma que «é com grande satisfação que lançamos em Portugal a JuniorSTAR, uma caneta concebida para todas as pessoas com diabetes tipo 1, em particular os mais jovens, pois sabemos que incidência da doença está a aumentar neste grupo, o seu aparecimento é cada vez mais precoce e esta população pelas suas características (idade, peso e fase da puberdade em que se encontram) podem ser muito sensíveis a pequenas variações de insulina».

«A caneta de meia unidade pode proporcionar uma maior flexibilidade no atingimento das doses ideais de insulina em crianças com DMT1, proporcionando a individualização do tratamento neste grupo de doentes. Esta nova caneta é fácil de utilizar e permite a administração de pequenas doses de insulina, adaptadas às crianças com pouco peso, evitando assim o desperdício», acrescenta.

As canetas com marcação de meia em meia unidade proporcionam uma flexibilidade na obtenção de doses de insulina apropriadas, especialmente nos jovens doentes com diabetes tipo 1.

A JuniorSTAR foi testada por pessoas com diabetes tipo 1 (com idades entre os 6 e os 18 anos), pais e enfermeiros num survey não comparativo com 167 utilizadores de canetas de insulina, de cinco países europeus:
– 81% dos doentes/pais e 86% dos enfermeiros concordaram que é fácil de transportar no dia-a-dia, devido ao seu peso reduzido (aproximadamente 34 gramas).
– 98% dos doentes/pais e 94% dos enfermeiros concordaram que é de fácil leitura, devido ao seu visor de dosagem grande e com números legíveis.
– Além disso, 91% dos pais/doentes e 89% dos enfermeiros concordaram que a marcação era fácil devido ao seu carregador simples que permite remarcações, uma característica que evita o desperdício de insulina.
– De um modo geral, 93% dos participantes no inquérito concordaram com a sua facilidade de utilização.

Um número crescente de pessoas com diabetes tipo 1 é diagnosticado em todo o mundo, com idades cada vez menores.

A JuniorSTAR cumpre a nova norma ISO 11608-1 2012, passou em todos os requisitos de robustez e precisão de dose, e vai estar disponível em Portugal em duas cores diferentes (azul, e prateado) para flexibilidade e diferenciação do tipo de insulina.

Fonte: Diário Digital

Compartilhe!