Diabetes e Aspirina

1

Quem está com diabetes pode ou não tomar este popular medicamento? O Diabetes Sem Medo responde!

O diabetes aumenta o risco de morte devido a complicações no coração e doenças cardíacas. Em novembro de 1997, a Associação Americana de Diabetes concluiu que pequenas doses de Ácido Acetil Salicílico (AAS) deveriam ser prescritas, não somente para as pessoas com diabetes que tiveram ataque cardíaco mas também para as pessoas com diabetes que estão com alto risco de desenvolver doença no coração ou nas artérias. Isto inclui homens e mulheres.

A razão para que pessoas com diabetes podem ter maior risco é que suas plaquetas (parte de células circulando no sangue responsável pela coagulação do sangue para prevenir hemorragias) podem se agregar mais espontaneamente do que em pessoas sem diabetes. O AAS previne a agregação das plaquetas e, portanto, pode evitar o ataque cardíaco.

No entanto, tomar AAS não é livre de riscos. O AAS pode causar sangramento no intestino e no estômago. Por isso pessoas com úlceras no estômago não devem tomar AAS. Atualmente este risco é muito reduzido se você tomar AAS com revestimento entérico com doses de 81-325 mg por dia. Estudos demonstram que as doses mais baixas de AAS com revestido entérico são tão eficazes quanto doses mais elevadas na prevenção da agregação plaquetária. Você deve discutir com o seu médico sobre o uso do AAS para ter certeza que é seguro para você.

Clique na imagem para ampliá-la.

Clique na imagem para ampliá-la.

 

Compartilhe!