Uma nova força lutando pelo diabetes – por Ronaldo Wieselberg

6

Sabia que existe um programa mundial que capacita jovens a lutar pelo diabetes? Conheça o projeto YLD através do nosso jovem líder brasileiro, Ronaldo Wieselberg!

Olá a todos!

Primeiramente, gostaria de me apresentar a todos os leitores do Diabeticool. Meu nome é Ronaldo, e eu sou, além de estudante de medicina e portador de diabetes tipo 1 há 20 anos – no momento, tenho 22 – sou também um dos Young Leaders in Diabetes da IDF (International Diabetes Federation, o órgão que é a legítima voz para o diabetes em termos mundiais). Para iniciar a minha participação por aqui, vou contar um pouco sobre esse programa!

O programa da IDF teve início em 2011, juntamente com o Congresso Mundial de Diabetes, em Dubai, nos Emirados Árabes. A ideia surgiu a partir de uma declaração de um dos ex-Secretários Gerais da ONU, o ganês Kofi Annan: “Os jovens devem estar na linha de frente das mudanças a nível mundial e das inovações. Uma sociedade que se priva de sua juventude diminui suas expectativas de vida.” A vice-presidente da IDF, Debbie Jones, acreditou que o programa de Young Leaders in Diabetes (Jovens Líderes em Diabetes, em uma tradução livre) seria a base para a luta pelo diabetes em um futuro próximo.

convencao melbourne YLD 2013 diabetes

Alguns dos Young Leaders, antes da abertura do Congresso Mundial de Diabetes; eu estou deitado, de camiseta preta.

Assim, em 2011, 85 jovens de 55 países, todos com diabetes, foram selecionados por todo o mundo para receberem treinamento especial, de maneira a serem uma força para alertar sobre prevenção, educação, batalhar por melhores condições de tratamento, melhor qualidade de vida e pelo fim da discriminação. O Brasil estava lá, representado pela Claudia Labate, que se tornou, então, a Regional Council (Conselheira Regional, em uma tradução livre) da região das Américas do Sul e Central.

Durante os anos de 2011, 2012 e 2013, estes líderes trabalharam em projetos ao redor do mundo: acampamentos para pessoas com diabetes, programas de liderança em seus países e parcerias importantes com a mídia e outros meios de divulgação – como jogos online – em prol do diabetes.

Em 2013, a família de Young Leaders cresceu. Em Melbourne, Austrália, poucos dias antes do início da edição 2013 do Congresso Mundial de Diabetes, aconteceu mais uma edição do treinamento. A reunião, envolvendo a maioria dos participantes do treinamento de 2011, contou com 137 jovens de 73 países. O Brasil, novamente esteve bem representado pela Claudia, e também por mim.

YLD diabetes 2013

Pouco antes da abertura do Congresso, da esquerda para a direita temos a mim, Frederick Appiah-Twum, de Gana, e Wojciech Zajac, da Polônia.

Os treinamentos também tiveram a participação importantíssima de 15 mentores de todo o mundo, inclusive EUA, Espanha, Índia e, claro, o Brasil, representado pelo doutor em Fisiologia e educador em diabetes Mark Barone. Estes mentores auxiliaram diretamente os Jovens Líderes nas discussões e também a desenvolver seus projetos.

time brasil YLD diabetes 2013

A equipe do Brasil no projeto! Da esquerda para a direita, Claudia Labate, Dr. Mark Barone e eu.

Participar do treinamento e do Congresso junto a outros jovens de outros 72 países foi muito importante. Pudemos perceber problemas que sequer pensamos existir, como por exemplo, as dificuldades que os pacientes com diabetes do Haiti tiveram após o terremoto que atingiu o país em 2010, ou sobre a discriminação que sofrem as pessoas que têm diabetes na Áustria, China, ou Kuwait.

Pudemos, também, conhecer projetos da IDF, como o Life for a Child, que dá suporte com insulinas, equipamento para monitorização da glicemia e estimula programas de educação em diabetes, em países com poucos recursos, como Equador e Índia; ou como o Bring Diabetes to the Light que desde 2012 estimula que monumentos ao redor do mundo sejam iluminados com luz azul durante o mês de novembro – já tivemos o Cristo Redentor, a Estátua da Liberdade (EUA) e a Opera House de Sydney (Austrália) iluminados durante essa campanha!

Durante o Congresso, também pudemos assistir a muitas palestras, algumas delas, inclusive, premiadas, sobre assuntos que variavam desde pesquisas sobre a cura do diabetes – e não se enganem!, as pesquisas estão sendo feitas, e o Brasil, com a USP de Ribeirão Preto, desponta como um dos centros de excelência! – até como lidar com os pacientes com diabetes, de maneira a ter um melhor entendimento do tratamento. Além disso, também pudemos conferir as novidades em relação aos tratamentos, como uma nova insulina, que tem duração de até 42 horas, e também novidades como uma nova personagem da Disney, a macaquinha Coco, que tem diabetes!

Cada um dos Young Leaders recebeu como missão desenvolver um projeto em prol do diabetes. Sabendo que cada um dos 137 participantes tem características diferentes, poderemos, todos, trabalhar em prol dos objetivos do programa.

Sob o lema “Jovens Líderes, Novas Ideias, Mudanças Reais” – tradução livre de “Young Leaders, Fresh Ideas, Real Change” –, o grupo já é uma força em termos de ideias e projetos.

Se vamos conseguir atingir nossos objetivos? Somos jovens, temos ideias revolucionárias e muita energia. Então, por que não conseguiríamos?

abertura YLD 2013 diabetes

Young Leaders in Diabetes após a abertura do Congresso Mundial de Diabetes, em Melbourne, Austrália, 2013. Eu sou o de amarelo, no círculo mais interno!

Até a próxima!

 

ronaldo wieselberg perfil diabeticoolRonaldo José Pineda Wieselberg tem diabetes há mais de 20 anos. É estudante de Medicina na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa (FCMSCSP), auxiliar de coordenação do Treinamento de Jovens Líderes em Diabetes da ADJ Diabetes Brasil e Jovem Líder em Diabetes pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), com trabalhos sobre diabetes premiados e apresentados no Brasil e no exterior. Apesar de ter o mesmo nome de vários grandes jogadores de futebol, prefere o xadrez.

 

Compartilhe!
  • Jéssica Ferreira

    Muito legal!!!!

  • Excelente trabalho!

  • Excelente trabalho! Parabéns!

  • JOÃO MESSIAS DA SANTA CRUZ FERNANDES

    CONHEÇO VÁRIOS RECURSOS NATURAIS QUE CONTROLAM A DIABETE E CURA, DEPENDENDO DA DISCIPLINA DO DIABÉTICO, ME COLOCO A DISPOSIÇÃO PARA AJUDAR SEM NEM UM INTERESSE MONETÁRIO…

  • Lucas Xavier

    esse é o cara ! Ronaldo é minha inspiração , é um grande exemplo . Ele é um cara pra quem eu digo : ” um dia quando crescer quero ser igual a você” . Sensacional , continue desse modo que você vai longe rapaz , muito bom , Parabéns !

  • Edmilson

    Ficarei em intercambio na cidade Sydney na Austrália, como me tratar de diabetes, pois dependo de medicamentos diariamente, como fazer para adquiri-los?