Saiu! Novo guia com orientações de exercícios para combater o diabetes

0

Guia de orientações da Associação Americana de Diabetes traz informações importantes sobre atividades físicas para combater o diabetes tipo 1 e o tipo 2.

orientacoes-de-exercicios-fisicos-para-diabetes
A Associação Americana de Diabetes (ADA, na sigla em inglês) é uma das principais associações sobre o diabetes em todo o mundo. Toda a vez que a entidade lança algum trabalho, orientação ou aviso, as pessoas escutam. Isso porque a ADA representa alguns dos mais renomados cientistas e grupos de pesquisa especializados em diabetes, pesquisadores que já tiveram contribuições de peso na compreensão da doença e que buscam novos tratamentos para os milhões que convivem com ela.

associacao-americana-de-diabetesUma publicação aguardadíssima da ADA, lançada anualmente, é o guia de orientações para prevenir o diabetes e os ‘efeitos colaterais’ da doença. Os cientistas da ADA realizam uma ampla revisão de centenas de estudos científicos e buscam sintetizar as grandes descobertas dos últimos meses. Assim, o guia acaba sendo um repositório confiável de dicas em relação à prevenção do excesso de açúcar no sangue e quais são as maneiras mais eficientes de combater os efeitos do diabetes no corpo.

Este ano, o guia da ADA foca nos exercícios físicos. Como já noticiado diversas vezes aqui no Diabeticool, o mínimo de exercício físico que for feito já ajuda a corpo a lidar melhor com o açúcar e a insulina no sangue. E isso não significa que você precisará suar a camisa praticando esportes de grupo ou correndo em torno da praça – um simples alongamento, ou uma caminhada de 3 minutinhos, já fortalecem o corpo e ajudam a combater os efeitos do diabetes. O sedentarismo é o principal inimigo do corpo saudável.

Sendo assim, veja a seguir um resumo das principais orientações da ADA sobre exercícios físicos e o diabetes.

 

ORIENTAÇÕES DA ADA – EXERCÍCIOS FÍSICOS ‘ANTI-DIABETES’

musculação-para-diabetes-tipo-1

O guia traz dicas de exercícios para todos os principais tipos de diabetes.

Se você ficar sentado por mais de meia hora (seja trabalhando na frente do computador, seja assistindo TV, lendo ou fazendo outras atividades ‘sedentárias’), pare durante pelo menos 3 minutos. Levante-se e faça uma atividade leve, como por exemplo:

  • alongamento dos braços e/ou das pernas
  • alongamento do torso
  • andar no mesmo lugar
  • subir e descer degraus de uma escada

Nada muito cansativo. Apenas o básico para movimentar um pouquinho o corpo, fazer o sangue fluir e ‘ativar’ seus músculos.

Esses exercícios super simples ajudam a corpo a controlar melhor a glicemia (quantidade de açúcar no sangue). Feitos com frequência, eles comprovadamente auxiliam a manter a quantidade de açúcar no sangue sob controle mais facilmente.

Esses ‘mini exercícios’ que vimos acima funcionam melhor quando associados à prática regular de atividades físicas mais intensas. Veja a seguir as principais recomendações da ADA.

 

PARA QUEM ESTÁ COM DIABETES TIPO 2

A dica é realizar exercícios aeróbicos, já que inúmeros estudos mostraram que eles ajudam a melhorar o controle da glicemia, a perder peso e diminuir os riscos de doenças do coração. O bom é que há várias ‘opções’ de atividades aeróbicas para se escolher (veja abaixo!); pelo menos uma delas certamente agradará a você.

Exemplos de exercícios aeróbicos: caminhar, dançar, nadar, escalar, andar de bicicleta, correr.

 

PARA QUEM ESTÁ COM DIABETES TIPO 1

Além dos exercícios aeróbicos, também é fortemente indicada a musculação, uma vez que ela fortalece os músculos (e, com isso, favorece o equilíbrio energético do corpo), melhora o condicionamento cardíaco e aprimora a sensibilidade do corpo à ação da insulina.

exercicios-fisicos-no-ambiente-de-trabalho-diabetes

Antes, a orientação da ADA era de ‘se mexer’ a cada 90 minutos que você passasse sentado; agora, a regra é para cada meia hora. Seu corpo e sua saúde agradecem!

PARA MULHERES COM DIABETES GESTACIONAL

De acordo com a ADA, vale a pena realizar tanto exercícios aeróbicos quanto os de resistência – sempre com orientação de um profissional, é claro. Eles ajudarão a controlar a glicemia e evitar problemas causados pelo excesso de glicose no desenvolvimento do bebê.

 

“Estas orientações atualizadas têm a intenção de fazer com que as pessoas se mantenham em movimento ao longo do dia – pelo menos a cada meia hora – para aprimorar o controle da glicose no sangue”, disse a diretora de estudos sobre exercícios físicos da ADA, Sheri Ochs.

De acordo com a cientista, se estas atividades leves forem associadas a exercícios físicos um pouco mais rigorosos (como a prática de esportes) regularmente, os benefícios para o corpo serão ainda melhores.

 

Compartilhe!