Reversão do Diabetes: uma história real

4

Conheça a história de Richard Doughty, homem que conseguiu reverter o diabetes tipo 2 através de uma rígida dieta.

Richard DoughtyPor Ricardo Schinaider de Aguiar, especial para o Diabeticool

 

Richard Doughty (foto) é um homem britânico de 59 anos, 1,70m de altura e 67kg. Corria e jogava cricket regularmente, além de não consumir bebidas alcoólicas em excesso. Porém, em um exame de rotina, foi informado que tinha diabetes tipo 2.

Como ele agiu e como conseguiu reverter o diabetes? Em artigo para o jornal The Guardian, Doughty conta sua experiência.

“Desesperado por informação, recorri à Internet, onde encontrei uma pesquisa realizada pela Universidade de Newcastle, conduzida pelo pesquisador Roy Taylor”, relata Doughty. A pesquisa a que ele se refere, publicada em 2011, acompanhou 11 pessoas (9 homens e 2 mulheres) com diabetes tipo 2 durante 8 semanas. Durante esse período, eles foram submetidos a uma rigorosa dieta que previa o consumo de apenas 600 calorias por dia, além de 2 litros de água. Os exames após a pesquisa indicaram que a sensibilidade à insulina do fígado e a função das células beta (responsáveis pela produção de insulina) dos diabéticos haviam sido revertidas para o normal. Esses resultados indicavam, portanto, que seria possível reverter o quadro do diabetes tipo 2 através da dieta.

Doughty mudou sua alimentação e continuou a realizar exercícios físicos, perdendo 6 quilos rapidamente. Porém, sua glicemia continuava alta, acima dos 6 mmol/L (milimol por litro), o limite para o diabetes. Seu médico disse que teria que chegar aos 56,3kg, ou seja, perder um sexto do peso que tinha quando foi diagnosticado com diabetes, para só então fortalecer seu corpo. Músculos maiores consumiriam mais energia, “absorvendo” o excesso de glicose antes de ser convertida e armazenada em forma de gordura.

 

A DIETA

“Comecei uma dieta rígida: 3 litros de água por dia, três porções de comida de 200 calorias cada e mais 200 calorias de vegetais verdes”, conta Doughty. “Após três dias, estava pesando 59,5kg. No quarto dia, após 10 horas de jejum durante a noite, medi minha glicemia: 4,6. Foi a primeira vez que obtive um resultado abaixo de 5.

No sexto dia, me lembro que sentia muito frio, estava sempre com fome e apenas andar pelo escritório já me deixava cansado. Mas já estava pesando 58,5kg. No oitavo dia, ganhei o apelido de “o homem que estava desaparecendo”. Tive prisão de ventre por não estar bebendo quantidades suficientes de água, mas alguns laxantes resolveram esse problema. Minha glicemia estava em 4,3, e meu médico disse que em breve eu já poderia voltar a uma dieta menos rígida devido à minha grande evolução.

No décimo primeiro dia, minha glicemia estava em 4,1, a menor até então. Estava pesando 56,7kg. No dia seguinte, resolvi comemorar. Comi uma refeição completa, com arroz e peixe e, de sobremesa, um shake de chocolate.

Esperei 2 meses para ter certeza, mas no dia 24 de setembro do ano passado foi confirmado. Depois de exames de glicose, meu médico afirmou: “O diabetes foi revertido”. Minha glicemia estava em 5,1 mmol/L, bem abaixo da marca crítica de 6, e tem continuado assim ao longo dos últimos 7 meses”.

Cientistas e pesquisadores ainda são cautelosos ao discutir o assunto, mas as evidências de que a dieta pode reverter o quadro do diabetes tipo 2 não param de crescer.

dieta rigida diabetes

 

OUTROS CASOS

Richard Doughty não é o único caso de um paciente que conseguiu reverter o diabetes tipo 2 utilizando a dieta proposta pela pesquisa da Universidade de Newcastle. Veja outros exemplos:

Carlos Cervantes: Aos 53 anos, o americano Carlos Cervantes pesava 120kg, havia sofrido um infarto em 2011 e, devido ao diabetes tipo 2, sua visão estava prejudicada e seus rins estavam falhando. Depois de ver uma reportagem na televisão sobre o estudo da Universidade de Newcastle, Cervantes começou a comer apenas 600 calorias por dia, substituindo sua dieta normal por vegetais, frutas, frango, peru e, ocasionalmente, pão. Dois meses depois, ele havia perdido 40kg. Hoje, 18 meses depois, ele não tem mais diabetes tipo 2.

Steve Vincent: O britânico Steve Vincent foi diagnosticado com diabetes tipo 2 aos 58 anos, em dezembro de 2010. Na época, ele pesava 93kg. Em 2011, ao ler notícias sobre a possibilidade de reverter o diabetes tipo 2, Vincent começou a dieta de 600 calorias por dia e a manteve durante 2 meses. No final desse período, ele pesava 72kg e já não tinha mais diabetes.

 

Ricardo Aguiar é formado em Ciências Biológicas pela Unicamp e atualmente faz o curso de “Especialização em Divulgação Científica” no Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor), também pela Unicamp.

 

Compartilhe!
  • Adorei a noticia que é possível reverter com uma dieta a diabetica t. 2, vou tentar. Muito Obrigado

  • Altamir

    Tenho desejo de fazer sexo, mas tenho diabete e 63 anos de idade e não consigo fazer com que meu pênis endureça, como devo proceder e qual médico que devo procurar?

  • Marleni

    Consegui reverter e controlar a glicemia somente com dieta e atividade física durante três anos, mas agora o índice voltou a subir. Acho que minha médica vai entrar com medicação e quando tomamos remédio eles não admitem que a gente pare de tomá-los.

  • Uldso

    Altamiro,
    Consulte um urologista, mas no meu caso, igual ao seu, o meu urologista receitou injeções de prostaglandina diretamente no corpo cavernoso do penis. É uma agulha fina e aplicada com uma caneta injetora não incomoda tanto e dá uma ereção de até 2 horas. Não aumente a dose prescrita ou o número de aplicações sob pena do penis entrar em colapso e ter que ser cortado fora.