Remédios para diabetes têm venda suspensa pela ANVISA

0

Medicamentos da série Wosulin sofrem restrição de importação pela Agência Regulatória nacional.

Uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União, suspende a distribuição, comercialização e o uso do lote 312785 (com validade até dezembro de 2015) do medicamento antidepressivo Cloridrato de Nortriptilina, 25mg, cápsulas, fabricado pela Eurofarma.

De acordo com o laudo emitido pelo Laboratório Central de Saúde Pública Profº Gonçalo Muniz, o resultado no ensaio de aspecto foi insatisfatório, em razão de ter sido encontrado “corpo estranho em blíster inviolado”.

A Anvisa determinou, ainda, que a empresa promova o recolhimento do estoque existente no mercado.

Outra resolução da agência determina a interdição cautelar, pelo prazo de 90 dias, do lote B13L0640 (com validade até novembro de 2016) do medicamento vermicida Mebendazol, 100 mg/5mL, suspensão oral, cuja detentora do registro é a empresa Brainfarma.

No laudo, novamente emitido pelo Laboratório Central de Saúde Pública Prof° Gonçalo Moniz, o resultado mostrou que a medicação não estaria igual, com a formação de grumos e sedimentos de difícil separação após agitação dos frascos.

A Anvisa determinou, ainda, a suspensão da importação dos medicamentos para diabetes Wosulin N (insulina isofana), Wosulin R(insulina humana) e Wosulin 70/30 (insulina bifásica), 100 UI/ml, em todas as apresentações comerciais, fabricados a partir de 17/11/2014, pela empresa Wockhardt.

A normativa da Anvisa indica que foram detectadas irregularidades durante inspeção realizada entre os dias 17/11/2014 e 21/11/2014, para verificação de boas práticas de fabricação na empresa dos fármacos de diabetes.

O resultado foi considerado insatisfatório.

Fonte: Olhar Direto
Compartilhe!