Quando o governo escuta a comunidade diabética…

0

Na Europa, a pressão de grupos em prol dos diabéticos gera lei que dará auxílio a milhões de crianças com diabetes tipo 1. 

criancas escola diabetes

Após meses de intensa campanha, associações de diabéticos e ONGs na Inglaterra conseguiram uma imensa vitória para milhões de crianças diabéticas no país – e que trará muito mais tranqüilidade também para os pais delas.

No início desta semana, o governo inglês afirmou que promulgará a ‘Lei da Criança e da Familía’, um projeto que requer que as escolas inglesas tomem as providências adequadas para que sejam capazes de fornecer auxílio de qualidade a todos os alunos que possuírem doenças crônicas. O que significa que todas as crianças que estão com diabetes terão o direito a ajuda qualificada para tratar da doença enquanto estiverem na escola.

“O anúncio do governo de que ratificará a Lei da Criança e da Família, para que as escolas tenham a obrigação legal de dar suporte às crianças com necessidades de saúde, tem o potencial de fazer uma enorme diferença nas vidas de cerca de um milhão de crianças”, afirmou Caroline Morre, uma das diretoras da ONG Diabetes UK, uma das mais atuantes em prol do projeto de lei.

“[Esta] decisão trará esperança verdadeira para muitas famílias que estão lutando para receber o auxílio de que necessitam”, disse Moore.

 

UMA PREOCUPAÇÃO: QUALIDADE ACIMA DE TUDO

material escolar insulinaUma das grandes preocupações das ONG e associações inglesas em prol dos diabéticos é garantir a qualidade deste novo serviço. Uma coisa é o governo promulgar uma lei, outra bem diferente é que seus efeitos sejam efetivamente sentidos – e que o auxílio que as crianças receberão das escola seja, de fato, especializado e de qualidade.

De acordo com Moore, a não ser que o governo crie um robusto guia de orientações e treinamento a ser passado aos profissionais das escolas, há uma grande chance de que a aparente boa notícia transforme-se em uma enorme decepção para as crianças com problemas de saúde.

Tentando minimizar estas preocupações, o governo inglês anunciou que está trabalhando em conjunto com a ONG Diabetes UK na montagem de guias de conduta, treinamento e suporte, a serem oferecidos aos funcionários de todas as escolas do país. A meta é que os profissionais ganhem confiança e aprendam corretamente a ajudar os alunos.

“Enche-nos de prazer saber que o governo escutou nossas preocupações e reconhece que há crianças demais com problemas de saúde como o diabetes tipo 1 que estão atualmente sendo excluídas da vida escolar normal, só porque suas escolas não entendem a condição delas e não são capazes de ajudá-las”, disse Caroline.

 

Compartilhe!