Qual a primeira coisa a se fazer em caso de pré-diabetes?

0

Há varias maneiras de se controlar o pré-diabetes, porém uma delas é especialmente importante. Descubra qual!

Ser diagnosticado como tendo pré-diabetes é sempre um susto. A boa notícia é que isto não quer necessariamente dizer que a pessoa desenvolverá a doença. Caso tome os devidos cuidados, como comer com moderação, checar com cuidado a pressão sangüínea e evitar fumar, existe um passo que é fundamental e o mais importante na prevenção do diabetes.

Antes de mais nada, vale lembrar o que é pré-diabetes. Em termos leigos, uma pessoa é pré-diabética se apresenta taxas de açúcar no sangue um pouquinho acima do normal, mas menos do que o suficiente para ser considerada diabética. Isso é um sinal de que poderá, muito em breve, ter a doença. Em termos técnicos, pré-diabético é quem apresenta glicemia de jejum entre 100 e 125 mg/dL (o normal é menos que 100mg/dL) ou taxas de hemoglobina glicada (A1c) entre 5,7 e 6,4%.

Agora, a dica principal. Caso seja diagnosticado como tendo pré-diabetes, não pense duas vezes: perca peso! Pesquisas descobriram que pré-diabéticos que perdem de 5 a 7% de peso através de dietas e exercícios físicos aumentam em muito as chances de retardar, ou até mesmo impedir, o avanço do diabetes tipo 2! Especialmente se forem acima do peso, dietas de emagrecimento são fundamentais.

Perder peso e praticar atividades físicas ajudam a melhorar a habilidade do corpo de usar a insulina e de processar a glicose no sangue. Isto possibilita a pré-diabéticos voltar a ter a glicemia equilibrada.

Uma das maneiras mais fáceis de se exercitar perdendo peso é andar. Comece dando uma volta pelo seu quarteirão e vá aos poucos aumentando o ritmo até conseguir caminhar pelo menos 30 minutos. Quanto mais dias da semana isso for feito, melhor. Uma vez que tenha ganhado resistência, tente outros esportes, como natação, andar de bicicleta, jogar vôlei ou qualquer outro que mais te interesse.

O mais importante é lembrar que pré-diabetes não é uma sentença. É um aviso de que seu corpo está sendo tratado de maneira incorreta. Com diligência e informação, esse quadro pode ser revertido!

Compartilhe!