Para maioria, açúcar é o único causador do diabetes

0

Embora reconheça o diabetes como doença grave, a maior parte da população brasileira ainda associa que a prevenção do problema está relacionada apenas ao baixo consumo de açúcar e não à adoção de hábitos saudáveis. Isso é o que mostra pesquisa encomendada pela SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes) ao Ibope e divulgada nesta semana

Os dados integram a campanha Diabetes. Mude seus valores, que visa conscientizar os brasileiros sobre o tema. Para 87% das pessoas entrevistadas, a maneira adequada de evitar o diabetes é consumir pouco açúcar. Em contrapartida, apenas 30% da população associou o mal com a falta de exercícios físicos e 21% destacaram que a manutenção do peso adequado é essencial para afastar o problema. “A campanha é um convite para a substituição de hábitos nocivos para a saúde por bons costumes. Isso é importante para prevenir a doença e também melhorar a vida de quem convive com essa situação”, explica o vice-presidente da SBD, Luiz Turati.

De acordo com a pesquisa, realizada com 1.106 pessoas entre 18 e 60 anos em seis capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e Recife), a doença é conhecida por 99% da população. Porém, 34% dos diabéticos não sabem dizer se têm o tipo 1 ou 2 da doença. O tipo 1 é causado pela pouca ou nenhuma produção de insulina pelo pâncreas e ocorre com mais frequência na infância e adolescência. Já o tipo 2 acomete principalmente pessoas acima dos 40 anos e está associada ao estilo de vida.

“Observamos um crescimento exponencial no número de novos casos no mundo todo e, por isso, se fala em epidemia”, explica o presidente da SBD, Baldino Tschiedel. Segundo levantamento feio pela IDF (Federação Internacional do Diabetes, na tradução), o Brasil tem cerca de 13,4 milhões de diabéticos e ocupa o 4º lugar no ranking mundial. Cerca de 90% dos casos brasileiros correspondem ao tipo 2. A China ocupa a primeira posição, com 92,3 milhões de casos.

Conforme Tschiedel, o fato de a população conhecer a doença e saber de suas complicações é algo positivo. Entretanto, outros estudos mostram que geralmente as pessoas não acham que estão no grupo de risco. “A mudança do estilo de vida é a arma mais poderosa que temos para prevenir o diabetes. Um pacote de salgadinho é muito mais prejudicial do que um pedaço de chocolate, por causa da quantidade de gordura”, destaca.

No próximo dia 14 de novembro acontece o Dia Mundial do Diabetes. A campanha segue até dezembro. Por meio do site: http://mudeseusvalores.com.br, a população pode obter mais informações sobre o problema.

Fonte: Diário do Grande ABC

Compartilhe!