O que vale mais a pena: cirurgia bariátrica ou fazer dieta?

2

Pesquisa recém-publicada responde de maneira surpreendente a esta questão.

Absurdly Small Diet Meal

Quando um diabético que está acima do peso passa pela cirurgia bariátrica, as chances de que seu diabetes melhore substancialmente são altíssimas. Existem casos que descrevem, inclusive, a reversão do diabetes após este tipo de procedimento cirúrgico. Portanto, muita gente chegou à conclusão de que cirurgia bariátrica é um ótimo e certeiro caminho para tratar o diabetes. Porém há um probleminha neste raciocínio. As pessoas que fazem a cirurgia de redução de estômago são orientadas a mudar radicalmente a maneira como se alimentam após a cirurgia. É sabido que se alimentar bem e de maneira saudável é um passo importante para prevenir o diabetes. Então fica a dúvida: essa melhora no diabetes vista em pessoas que fizeram a cirurgia acontece por causa da cirurgia ou por causa desta dieta drástica? Cientistas foram atrás da resposta e fizeram uma descoberta impressionante.

De acordo com o trabalho, publicado no periódico médico Diabetes Care, o segredo da melhora do diabetes está na dieta. “Durante muitos anos, a questão foi: ‘qual destes dois fatores causa uma melhora tão rápida no diabetes após a cirurgia: a cirurgia em si ou a mudança na dieta?’ “, contou a dra. Ildiko Lingvay, principal autora do estudo. “Nós descobrimos que é a redução na ingestão de calorias que se segue à cirurgia bariátrica que leva a grandes melhoras no diabetes, e não a cirurgia em si”, explicou.

A dra. Ildiko Lingvay, do UT Southwestern Medical Center - créditos da imagem à Instituição.

A dra. Ildiko Lingvay, do UT Southwestern Medical Center – créditos da imagem à Instituição.

O estudo acompanhou 10 pacientes com diabetes em dois períodos diferentes. Num primeiro momento, antes de passarem pela cirurgia de redução do estômago, eles iniciaram a dieta que é recomendada após a cirurgia e tiveram a glicose no sangue medida constantemente. Meses depois, a cirurgia foi feita, os pacientes inciaram novamente a dieta e novos testes foram conduzidos.

Esta “dieta drástica” recomendada após o procedimento cirúrgico consiste em ingerir menos de 2000 kcal por dia, por períodos de pelo menos 10 dias.

Os resultados mostraram que a glicemia de jejum caiu 21%, em média, durante o primeiro período de testes e 12% após a cirurgia. Além disso, a glicemia pós-prandial (depois de uma refeição normal) diminuiu 15% no primeiro e 18% no segundo período. De acordo com os cientistas, estes resultados, bastante próximos no geral, indicam que a dieta extremamente restritiva imposta após a cirurgia bariátrica é a responsável pela rápida remissão do diabetes, que ocorre dentro de pouco dias após o procedimento.

 

ISTO SIGNIFICA QUE VALE MAIS A PENA FAZER DIETA DO QUE FAZER A CIRURGIA?

A dra. Lingvay explicou que, apesar de sua pesquisa demonstrar que a dieta é muito mais importante do que a cirurgia de redução do estômago na melhora do diabetes, não se pode desmerecer o procedimento médico. “Infelizmente, é quase impossível manter-se em uma dieta tão restritiva no longo prazo sem ter passado pela cirurgia. Nós descobrimos que o sucesso da cirurgia bariátrica é mediado através da habilidade de controlar a ingestão de comida, o que, por sua vez, tem efeitos beneficiais no diabetes.”

De qualquer maneira, a pesquisa fornece mais um bom motivo para se manter o peso sempre dentro de uma faixa adequada e demonstra, mais uma vez, a enorme influência positiva que uma boa alimentação tem no organismo.

 

Sorry, there are no polls available at the moment.

 

Compartilhe!
  • Arnaldo P. da ilva

    Estou bastante assustado, pq estou próximo do limite a partir do qual serei considerado diabético.

  • claiton mello

    estou tomando a decisão de operar para ver se reverto ou estabilizo a diabetes estou inclinado em operar pelo fato desta doença ser silenciosa e a cada dia me destrói um pouco então se temos uma chance e melhor tentar,tenhp pensado também que quem e contra são os laboratorios