Nutricionista dá dicas de alimentação balanceada para diabéticos

2

A alimentação adequada é a parte fundamental para manter os níveis de glicemia equilibrados.

Uma doença crônica, que não tem cura e que o tratamento exige mudanças radicais nos hábitos de vida. Assim é o Diabetes Mellitus, em linhas gerais, excesso de açúcar no sangue, um mal silencioso que se não for tratado pode comprometer o bom funcionamento de vários órgãos do corpo, como rins e olhos. Os cuidados devem ser diários e, assim que recebe o diagnóstico da doença, a pessoa já deve aderir a uma alimentação mais saudável.

De acordo com a nutricionista da Risa Restaurantes Empresariais, Andressa Barbosa, menos de 50% das pessoas com alguma doença crônica aderem ao tratamento. “Isso pode ser explicado pelo fato da doença exigir algumas mudanças, como por exemplo, as relacionadas à dieta e à atividade física”, diz.

Ainda segundo a profissional, cerca de 80% dos pacientes com diabetes tem diagnóstico nutricional de obesidade. “Para esses, as medidas para o controle de peso adquirem uma importância ainda maior. A perda de peso sempre é recomendada para pessoas com sobrepeso ou obesidade, por ser um fato determinante da boa saúde”.

A alimentação adequada é a parte fundamental para manter os níveis de glicemia equilibrados. A nutricionista explica que a primeira mudança a ser feita é com relação ao fracionamento das refeições e que o ideal é fazer de cinco a seis refeições por dia e evitar excessos de gorduras, principalmente a gordura saturada como gordura animal e alguns alimentos industrializados.

 

Dicas de alimentação

Os carboidratos como arroz e massas devem ser consumidos a maior parte na forma complexa, assim os diabéticos devem ser encorajados a consumir alimentos integrais, para que não ocorram picos de hiperglicemia (pouco açúcar no sangue) [sic – na verdade, hiperglicemia é o excesso de açúcar no sangue; Equipe Diabeticool] e quedas rápidas.

Os alimentos que contêm sacarose (açúcar comum) devem ser evitados para prevenir oscilações acentuadas da glicemia. O limite para o consumo é de 20 a 30g por dia de açúcar, podendo ser substituídos por adoçantes artificiais.

O consumo de doces não é recomendado, mas se consumidos devem ser em pequena quantidade para que não prejudique ainda mais a saúde. O uso do farelo de aveia e da farinha de maracujá amarelo são importantes, pois são ricos em fibra solúvel e tem ação hipoglicemiante, ou seja ajudam a reduzir os níveis de glicemia. Portanto é recomendado o uso de duas colheres de sopa por dia.

Os diabéticos devem ser cautelosos quanto ao uso de alimentos dietéticos. Alimentos diet são isentos de sacarose quando são destinados a diabéticos, mas podem ter seu valor calórico elevado devido ao excesso de gordura. Portanto é fundamental adquirir o hábito de ler os rótulos dos alimentos antes de consumi-los.

Para finalizar, a nutricionista dá uma dica valiosa. “Para conseguir conviver bem com doença o primeiro passo é aceitar as restrições alimentares que ela trás. Seguir a alimentação prescrita e iniciar com a atividade física normalmente no começo pode ser desconfortável, mas com o tempo o diabético torna isso um hábito de vida e convive com doença sem complicações. O segredo é persistência e o desejo de viver bem”, revela.

 

Dica de receita

Como preparar a farinha de maracujá: Selecione maracujás firmes e sem rugas. Retire a polpa e corte a casca higienizada ao meio ou em pedaços. Coloque em uma assadeira e leve ao forno por cerca de 30 minutos, mexendo de vez em quando. Retire do forno quando a casca estiver torrada. Bata no liquidificador. Se restarem grumos passe pela peneira. Acrescente a farinha em pratos ou bebidas.

Fonte: ACritica.com

Compartilhe!
  • claudia mesquita

    Boa tarde, gostei muito de seu site, porem gostaria de saber os alimentos que podem ou não comer uma pessoa com diabetes, pois meu marido se recusa ir a nutricionista para tal instrução. Então ele come apenas frango grelhado, legumes e frutas em abundancia, gostaria de um exclarecimento melhor. Desde já obrigada.

  • DiabetiCool

    Olá, Cláudia, tudo bem?

    Aqui no portal você pode encontrar várias matérias falando especificamente sobre alimentação e que podem te ajudar. Por exemplo, há esta página especial sobre alimentação para diabéticos e esta com receitas deliciosas especialmente preparadas para quem precisa ficar de olho na glicemia! Além delas, a seção “Dietas” da página principal é uma fonte valiosa de dicas e informações!

    Um abraço,
    Equipe Diabeticool