Medir a glicemia através do suor? É a promessa para 2016.

0

Empresa norte-americana está desenvolvendo adesivo que monitora a glicemia sem picada nenhuma, 24h por dia, utilizando informações obtidas pelo suor.

diabetes glicemia suor

Oferecer soluções para cuidar do diabetes é trabalho diário de milhares de pessoas em todo o mundo. Enquanto as grandes empresas farmacêuticas costumam investir tempo e dinheiro em novos medicamentos antidiabéticos, mais seguros e eficientes que as gerações passadas, companhias menores se destacam ao desenvolver novidades tecnológicas que mais parecem ficção científica, e que poderão tornar nosso dia-a-dia muito mais tranqüilo.

Entre estas novatas está a Eccrine Systems, uma empresa norte-americana que promete acabar com um dos maiores problemas do diabetes: ter que picar o dedo para saber como está a glicemia.

 

COMO FUNCIONA O ADESIVO QUE MEDE A GLICEMIA PELO SUOR?

A proposta da empresa é desenvolver um adesivo capaz de medir a glicemia através do suor.

O adesivo é pequeno e discreto, mas possui muita tecnologia. Sensores seriam capazes de detectar quantidades mínimas de glicose presentes no suor da pele e, a partir daí, calcular a quantidade de açúcar no sangue.

Para entender melhor: nosso corpo possui mais de 4 milhões de glândulas sudoríparas na pele. Quando nos exercitamos ou estamos com calor, mais suor é produzido – porém, ao longo de todo o dia, pequenas quantidades de suor estão sendo continuamente eliminadas pela pele. Por que não utilizá-lo, portanto, de maneira mais inteligente?

Além de ajudar a controlar a temperatura, o suor pode ser uma fonte valiosa (e ainda pouco utilizada) de informação. O suor é composto por diversas moléculas que estavam dentro de nosso corpo, chamadas de “biomarcadores”. Entre estas moléculas está a glicose.

esquema adesivo glicemia suor diabetes

Os adesivos tecnológicos da Eccrine Systems contém microtúbulos que captam biomarcadores específicos (como a glicose), medindo sua concentração. Imagem: divulgação.

 

TECNOLOGIA TORNANDO A VIDA MELHOR

O adesivo, em tese, poderia ser utilizado durante uma semana inteira antes de ser trocado. Ele mediria a glicemia o tempo todo, e para saber os resultados bastaria olhar em seu telefone – a troca de dados é feita via wireless.

visao interna adesivo suor diabetes

Esquema de visão interna do adesivo medidor de glicemia via suor. Imagem: divulgação.

Um médico também poderá acompanhar a glicemia do paciente, já que as informações podem ser enviadas diretamente a ele com o toque de um botão.

 

OUTRAS NOVIDADES PARA EVITAR O FURA-DEDO

O adesivo ainda está em fase de desenvolvimento, mas a Eccrine Systems promete ter uma versão pronta no mercado já no ano que vem.

Existem várias companhias com idéias semelhantes para ajudar quem está com diabetes a evitar furar os dedos. O Diabeticool já noticiou pesquisas sobre medir a glicemia em lágrimas, na saliva e até mesmo na urina.

exemplo de medidor eccrine systems

A tecnologia permite flexibilidade e diversas funcionalidades em um aparelho pequeno e discreto. Imagem: divulgação.

Segundo representantes da Eccrine, as estratégias acima não são boas. As informações contidas na saliva e na urina variam de acordo com o que se come ou se bebe. Lágrimas não são produzidas em alta quantidade. Sendo assim, o suor parece ser o melhor candidato a fonte de informações sobre nossa quantidade de açúcar no sangue.

O Diabeticool acompanhará o desenvolvimento desta novidade médica e tecnológica e trará todas as novidades assim que forem anunciadas.

 

VANTAGENS DA MONITORAÇÃO DA GLICEMIA VIA SUOR

Vale lembrar: o adesivo ainda está em desenvolvimento e informações quanto à acurácia das medições ainda não foram divulgadas. Mas, caso as pesquisas deem certo, fazer as medições de glicemia via suor trará diversos benefícios. Veja alguns deles a seguir. 

  • É um processo mais discreto: o adesivo poderá ser utilizado debaixo da roupa, em praticamente qualquer local do corpo. Por não possuir agulhas, facilita a aplicação e não atrapalha na hora de realizar atividades, como dormir.
  • Dificilmente causará infecções: já que não “fura” a pele para coletar dados.
  • É não-invasivo: a captura de informações se dá de maneira totalmente segura.
  • Suor é abundante no corpo humano: não é necessária nenhuma situação especial para ter suor em nossa pele. Além disso, suor é produzido em quantidade suficiente, todos os dias, para permitir boas leituras.

 

Compartilhe!