Inédito tratamento antidiabético mais perto do mercado

6

Expectativas são altas em relação ao Invokana, medicamento que promete revolucionar o tratamento do diabetes.

Johnson & Johnson's pretende lucrar bilhões com novo remédio.

Johnson & Johnson’s pretende lucrar bilhões com novo remédio.

As grandes empresas farmacêuticas já testaram várias estratégias para combater os sintomas do diabetes. Existem hoje em dia remédios que aumentam a liberação de insulina, outros que diminuem a absorção do açúcar dos alimentos, outros que reduzem o papel do fígado no controle da glicemia…apesar de tantos métodos de tratamento já existirem, sempre há espaço para novidades. Na última semana, a agência reguladora de medicamentos dos EUA deu aval positivo a um novo medicamento, que promete tratar o diabetes de maneira inédita.

O remédio, chamado de Invokana e produzido pela Johnson & Johnson, tem o potencial de se tornar um enorme sucesso de vendas e gerar mais de 1 bilhão de dólares anuais à farmacêutica, segundo analistas. Isto porque o Invokana é tomado apenas uma vez ao dia, possui poucos efeitos colaterais, alta eficiência e tem como público-alvo adultos com diabetes tipo 2.

A grande diferença na maneira em que o Invokana funciona é que ele impede a reabsorção de açúcar pelos rins. Quando o sangue passa pelos rins para ser filtrado, boa parte dos açúcares presentes nele é reabsorvida – e essa quantidade é ainda maior para quem tem diabetes. Assim, a idéia é impedir a reabsorção e eliminar o excesso de açúcar via urina.

 

EFEITOS COLATERAIS

Invokana, o novo e promissor remédio antidiabético.

Invokana, o novo e promissor remédio antidiabético.

O Invokana passou até agora por nove testes clínicos, que envolveram mais de dez mil pacientes. Todos eles resultaram em avaliações positivas da droga, seja quando utilizada sozinha ou em parceria com outros medicamentos antidiabéticos. Porém, alguns efeitos colaterais também foram observados nos voluntários. Os mais comuns foram infecções no aparelho urinário (devido à grande quantidade de açúcar eliminada junto com a urina, o que favorece o crescimento de microorganismos) e quedas abruptas da pressão sangüínea quando o paciente se levanta, o que pode levar a tonturas e desmaios.

Apesar de estes efeitos serem “leves”, as autoridades norte-americanas exigiram da Johnson & Johnson pelo menos mais cinco testes clínicos. Desta vez, serão analisados os efeitos do Invokana na saúde do coração, pâncreas e fígado dos voluntários. Além disso, serão estudados possíveis efeitos cancerígenos do medicamento.

Continuaremos de olho nos resultados do Invokana e traremos maiores informações sobre o novo remédio assim que foram divulgadas.

Compartilhe!