Homens, carne vermelha e diabetes: uma relação perigosa!

2

Médicos japoneses conduzem ampla pesquisa e concluem que consumir carne vermelha aumenta os riscos de diabetes tipo 2 apenas entre homens. Entenda aqui.

churrasco carne vermelha diabetes

Muita gente concorda que poucas coisas na vida são mais prazerosas do que apreciar uma boa carne – ainda mais no Brasil, o país do churrasco! Uma nova pesquisa japonesa, todavia, coloca um freio na voracidade carnívora ao descobrir que o consumo de carne de porco e vaca pode aumentar bastante os riscos de diabetes tipo 2 em homens.

O estudo nipônico foi bastante amplo, envolvendo mais de 64 mil voluntários, cinco anos de acompanhamento de seus registros de saúde e times de cientistas do Centro Nacional do Câncer e Centro Nacional de Saúde Global e Medicina japoneses.

Todos os 64 mil voluntários não estavam com diabetes no começo do estudo. Após cinco anos, 1200 deles já haviam recebido o diagnóstico de diabetes tipo 2. Os cientistas então correlacionaram o consumo de carne com a incidência da doença.

Os resultados revelam informações interessantes. Em primeiro lugar, o que mais chama a atenção é que o maior consumo de carne foi associado a maiores chances de diabetes tipo 2 apenas em homens. Os dados apontam que os homens que consumiam mais carne (cerca de 83g todos os dias) tinham chances 42% de desenvolver diabetes tipo 2 do que os homens que comiam menos carne (15g diárias).

Outro dado relevante é que comer derivados de carne, como presuntos e salsichas, parece não interferir nos riscos do diabetes.

+ LEIA MAIS: “Ferro fere as células beta e pode levar ao diabetes : Nova pesquisa associa o ferro à destruição das células produtoras de insulina, o que aumenta as chances de se desenvolver diabetes.

 

A EXPLICAÇÃO MÉDICA – E DICAS PARA EVITAR PROBLEMAS!

Os médicos que conduziram a pesquisa possuem uma hipótese que tenta explicar os resultados. Para eles, as carnes vermelhas contêm grandes quantidades de ferro – mineral que já foi algumas vezes associado ao diabetes e à resistência à insulina. Além disso, homens possuem naturalmente maiores reservas de ferro em seu corpo, por isso que comer carnes ricas em ferro parece ser mais nocivo a eles do que às mulheres.

Como combater esta tendência? Um dos autores da pesquisa, Kayo Kurotani, sugere que os homens que comem muita carne vermelha variem um pouco mais o cardápio, incluindo frango e peixes no cardápio algumas vezes durante a semana.

 

Compartilhe!
  • Marilda

    Precizo de uma dieta sou diabética tipo 2

  • Marilda

    Precizo de uma dieta sou diabética tipo 2