“Haverá a cura do diabetes em 25 anos”, diz especialista

3

Um dos mais respeitados pesquisadores de diabetes e criador de um sistema de pâncreas artificial afirma que a cura chegará em apenas uma geração.

pancreas artificial diabetes

Imagem de divulgação do projeto BiAP de pâncreas artificial [crédito: Imperial College / adaptado]

O doutor Nick Oliver, especialista em diabetes e respeitado pesquisador do Imperial College, de Londres, afirmou que espera a cura do diabetes dentro dos próximos 25 anos.

A afirmação é altamente relevante uma vez que Oliver está na linha de frente das pesquisas médicas sobre “pâncreas artificias“, equipamentos que misturam as funções de um glicosímetro e de uma bomba de insulina.

O projeto de pâncreas artificial do dr. Oliver chama-se BiAP (Bio-Inspired Artificial Pancreas, ou “pâncreas artificial de inspiração biológica”, em uma tradução livre). O aparelho funciona sendo acoplado ao abdômen através de um pequeno tubo. Ele é capaz de medir continuamente a glicemia e liberar, conforme necessário, insulina na corrente sangüínea, ajudando a corrigir a quantidade de açúcar em circulação.

O BiAP não é o único pâncreas artificial atualmente em estudo. Também na Inglaterra, a Universidade De Montfort trabalha em um projeto similar. Além delas, a farmacêutica norte-americana Medtronic já comercializa um tipo mais básico de pâncreas artificial, o qual injeta automatica e periodicamente uma quantidade basal de insulina e cessa a ação caso detecte hipoglicemia.

+ LEIA TAMBÉM: “Mais notícias sobre Pâncreas artificial vindas do Congresso Europeu de Diabetes em Barcelona“, pelo dr. Carlos Eduardo Barra Couri

medtronic pancreas aritificial diabetes

Os “pâncreas artificiais” da linha Medtronic já são encontrados à venda, mas possuem limitações.

“Há uma corrida acontecendo, é por isto que o que estamos fazendo é tão emocionante. Há um grande número de caminhos que nos levarão a curas potenciais ao diabetes tipo 1 e tipo 2, e se eu pudesse vê-la [a cura]durante a minha carreira seria incrivelmente empolgante”, disse o dr. Oliver em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

“O diabetes não pode ser curado no momento. Há uma corrida para conseguir tratamentos efetivos para as pessoas. A qualidade de vida delas é importante”, afirmou Oliver.

 

Compartilhe!
  • Silva Silva

    A cura do dibetes existe e eu me curei com uma simples ação, vejam a partir de 1 hora e 5 minutos desse video: http://www.youtube.com/watch?v=_VFrm_g221Q

  • Fernanda Pinto

    Sou diabética tipo 1 e gostaria de aplicar o botox na testa, existe alguma contra indicação??

  • Oi, Fernanda, como vai?

    Não existe contra indicação. O Botox é uma droga segura, mas que pode gerar complicações, como qualquer outra. O problema é que as complicações do Botox – bem raras, é verdade – podem surgir exacerbadas em quem está com diabetes. Mas, fora isso, não há problemas em seu uso.

    Abraços!