Estudo usa remédio contra câncer para tratar diabetes tipo 1

2

Estudo inédito vai determinar se remédio presente na quimioterapia anti-câncer poderá ser também utilizado no tratamento do diabetes tipo 1.

Muitas esperanças estão depositadas aqui, no hospital Addenbrooke, na Inglaterra, onde ocorrerão os testes inéditos do novo tratamento.

Muitas esperanças estão depositadas aqui, no hospital Addenbrooke, na Inglaterra, onde ocorrerão os testes inéditos do novo tratamento.

Uma das maiores ONGs pró-diabéticos do mundo financiará um estudo inédito a fim de determinar se um medicamento utilizado no tratamento de câncer pode ajudar também pessoas que acabaram de ser diagnosticadas com diabetes tipo 1. A pesquisa será realizada nos próximos meses na cidade de Cambridge, na Inglaterra, e envolverá cientistas da famosa Universidade local.

Quarenta diabéticos tipo 1 já foram selecionados como voluntários para o estudo. Eles foram diagnosticados recentemente com a condição. Nos próximos meses, estas pessoas receberão doses bem pequenas de um medicamento utilizado na quimioterapia de pacientes com câncer.

O medicamento, chamado de aldesleucina, é uma modificação feita por cientistas da proteína interleucina-2, naturalmente presente no nosso organismo. Este remédio é utilizado com sucesso para tratar alguns tipos específicos de câncer de pele e dos rins.

A esperança dos cientistas, no caso dos pacientes com diabetes, é que a aldesleucina seja capaz de “reeducar” o sistema imune para que ele pare de atacar o próprio corpo. No diabetes tipo 1, células de defesa do organismo chamadas de células T, as quais normalmente atacam apenas os elementos nocivos à saúde, passam a destruir as células do pâncreas que produzem insulina, o que leva ao diabetes. É possível que a aldesleucina impeça este auto-ataque por parte das células T.

JDRF logo diabetes

Todo o estudo é patrocinado pela ONG JDRF, uma entidade cujo foco é “encontrar uma cura para o diabetes e suas complicações através de ajuda para pesquisas”. Desde 1970, quando foi fundada, a JDRF já destinou mais de US$ 1 bilhão para pesquisas sobre a doença em todo o mundo.

Compartilhe!
  • gisele alves da silva

    OLÁ BOA TARDE!!!!
    ESTOU NO 7 SEMESTRES DE BIOMEDICIA E ME INTERECEI EM FAZER MEU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO SOBRE O TRATAMENTO DE QUIMIOTERAPIA EM PACIENTES COM DIABETES 1 PORÉM, ESTOU COM MUITA DIFICULDADE DE ACHAR ARTIGOS. SE PUDEREM ME AJUDAR FICAREI GRATA. OBRIGADA PELA ATENÇÃO!

  • Eleda

    Como poderia ter mais informação sobre este tratamento.Tenho diabetes tipo 1 há 1ano.Creio na ciência e que eu possa conseguir a cura.
    Um grande abraço,Eleda.