Encontradas células-tronco do pâncreas

0

Pela primeira vez, cientistas identificam células-tronco no pâncreas humano; com o tratamento correto, elas podem se transformar em células produtoras de insulina.

Células pancreáticas, vistas através de microscópio de luz.

Células-tronco são células “jovens”, no início de suas vidas, com o potencial de se transformarem em diversos outros tipos celulares. Para isto, basta que os estímulos certos estejam presentes. Cientistas da Universidade da Califórnia, em San Diego, EUA, encontraram pela primeira vez exemplares de células-tronco no pâncreas. Quando “cultivadas” em laboratório, estas células se transformaram em produtoras de insulina, abrindo uma empolgante possibilidade de tratamento para o diabetes tipo 1.

O diabetes tipo 1 ocorre pela falha na produção de insulina pelo pâncreas. Mais especificamente, os componentes do pâncreas responsáveis pela produção de insulina – as chamadas células beta – não realizam corretamente esta função. Uma das estratégias de cura para a doença, portanto, seria substituir estas células beta defeituosas por outras saudáveis. Uma maneira de se fazer isso é justamente transformar células-tronco em células beta.

A beleza da ciência pancreática

As células-tronco foram encontradas no ducto pancreático, uma região do órgão que o une ao intestino. Elas apresentavam em sua superfície um marcador chamado de SSEA4, uma espécie de “sinal” característico de células-tronco. Em laboratório, os pesquisadores cultivaram-nas com sinais químicos específicos e elas se desenvolveram em células pancreáticas adultas, inclusive células produtoras de insulina.

Por enquanto, o que os cientistas fizeram foi explorar o potencial natural das células-tronco do pâncreas de se tornarem células adultas e funcionais deste órgão. Ainda não se sabe como “incentivar” uma célula-tronco encontrada em outros locais do organismo a se desenvolver em uma célula adulta pancreática. A aposta é que pesquisas como esta ajudem na solução do problema. “A identificação de células-tronco no pâncreas abre novas possibilidades para pesquisadores que tentam curar o diabetes tipo 1”, afirma Maebh Kelly, da ONG inglesa JDRF, que anunciou a descoberta. “Este estudo nos ajuda a compreender como é que o pâncreas faz novas células”, complementa.

Continue lendo a matéria aqui!

 

Foi-se o tempo em que falar de pesquisas com células-tronco era motivo de polêmica, inquietação e sinônimo de uma ciência distante! É que, até pouco tempo, acreditava-se que apenas embriões possuíam estas “jovens” células. Felizmente, elas cada vez mais são encontradas em órgãos já adultos, o que torna cada vez mais desnecessário as polêmicas pesquisas com células de embriões. Melhor ainda é saber que já foram identificadas células-tronco produzidas pelo próprio pâncreas, e que, por isso, fornecem chances maiores de ajudar os diabéticos tipo 1 na reposição de suas células beta! Ficaremos de olho no desenvolvimento destas pesquisas!

 

Compartilhe!