Economia dos EUA pode quebrar por causa do diabetes

0

Esta é a conclusão do mais recente estudo do governo norte-americano sobre o estado de saúde do país. Índices de diabetes na população são alarmantes.

saude eua diabetes

O CDC (Centers for Disease Control and Prevention) é a maior autoridade nos Estados Unidos quando o assunto é doenças epidêmicas. Todos os anos, o instituto realiza o mais detalhado estudo sobre o estado de saúde da população norte-americana. Esta semana, o CDC divulgou informações sobre a saúde nos EUA no ano de 2012. E os resultados da pesquisa são pra lá de preocupantes.

De acordo com o relatório anual, o número de diabéticos nos EUA tem crescido tão rapidamente que, se continuar assim, em poucas décadas a economia inteira do país pode ser gravemente afetada pela doença.

“Nós simplesmente não podemos sustentar essa trajetória [de crescimento no número de casos de diabetes]”, disse Ann Albright, diretora da divisão de diabetes do CDC. “As conseqüências são grandes demais para nossas famílias, nosso sistema de saúde, nossa força de trabalho, nossa nação”.

 

QUANTAS PESSOAS ESTÃO COM DIABETES NOS EUA?

Em termos de saúde, pensa-se hoje nos EUA como uma nação de obesos. Mas agora, após a divulgação do novo relatório do CDC, talvez seja mais apropriado chamá-la de nação de obesos e de diabéticos.

Hoje existem mais de 29 milhões de pessoas com diabetes nos EUA – ou cerca de 9% da população. Para se ter uma idéia, este número é mais que o dobro do total estimado de diabéticos no Brasil.

A incidência é maior entre hispânicos, índios e a população nativa do Alasca, revela o relatório. Adultos destas etnias têm duas vezes mais chances de desenvolver diabetes do que o normal (uma possível explicação para este fato curioso pode ser lida nesta entrevista exclusiva do Diabeticool com o cientista Karl Reinhard!)

Ainda de acordo com o relatório do CDC, os gastos gerados pela doença chegaram a 245 bilhões de dólares em 2012 – um aumento considerável em relação aos 174 bilhões gastos em 2010. Foram somados neste cálculo os custos com tratamentos de saúde e horas de trabalho perdidas.

 

FUTURO

“Estes novos números são alarmantes e dão ênfase à necessidade de um foco maior na redução do peso que é o diabetes no nosso país”, afirmou Ann. “Agora é a hora de agir”.

E talvez “agora” seja a hora mesmo. Segundo o CDC, caso a tendência atual se mantenha, daqui a 10 anos 20% da população estará com diabetes – número que pode chegar a mais de 30% em 2050, o que tornará o atual modelo de sistema de saúde completamente insustentável.

 

Compartilhe!