Duas doenças, um remédio

0

Em breve, diabéticos que sofrem de um problema cardíaco poderão tratar as duas condições com apenas um eficiente medicamento, indica estudo.

remedio ranexa diabetes

Dados de saúde do mundo inteiro indicam que diabéticos, no geral, estão mais propensos a desenvolver doenças cardíacas ao longo da vida. Uma destas doenças é a angina, uma dor forte no peito, com duração de alguns minutos e causada pela má oxigenação do músculo do coração. Já pensou poder tratar a angina com um medicamento que, ainda por cima, ajuda também a diminuir a glicemia? Foi esta a boa notícia dada por pesquisadores dos EUA nesta semana.

Cientistas testaram o remédio ranolazina, mais conhecido pelo nome comercial de Ranexa, em quase mil pessoas de 14 países. Todos estes voluntários estavam com diabetes tipo 2 e costumavam ter pelo menos uma crise de angina por semana. A grande maioria deles tinham pressão alta e 3/4 dos participantes já haviam passado por um ataque cardíaco. Ou seja, todos já tinham sofrido bastante com o coração. Será que eles melhoraram após o tratamento com o Ranexa?

O estudo durou 8 semanas. Neste tempo, metade dos voluntários tomou o remédio Ranexa e metade recebeu um placebo. Os que tomaram o remédio tiveram menos episódios de angina e utilizaram menos de um outro medicamento para controlar a doença do que quem ingeriu o placebo.

E sabe para quais pacientes o remédio mostrou maiores efeitos positivos? Foi para os diabéticos que tinham as maiores taxas de açúcar no sangue. Os autores do trabalho vêem isto como um indício de que o Ranexa pode ser um tratamento válido também para o controle da glicemia.

Disse o dr. Kosiborod, principal autor do estudo: “A angina é associada à piora da qualidade de vida, maiores riscos de hospitalização e ao aumento nos custos de saúde, e parece ser mais prevalente em pacientes com diabetes.”

“Apesar de estudos anteriores já terem mostrado que a ranolazina é efetiva em reduzir a angina, esta é a primeira vez que ela é avaliada em pacientes com diabetes – um grupo de alto risco e de terapêutica desafiadora.”

O próximo passo agora é confirmar, através de novos testes, os efeitos de diminuição do açúcar no sangue que o medicamento Ranexa demonstrou neste estudo. Caso eles se confirmem, pacientes diabéticos e que também têm angina poderão em breve utilizar apenas um remédio para tratar as duas doenças!

 

Compartilhe!