Dieta Mediterrânea faz bem também para a cabeça

3

Estudo mostra que a popular dieta pode prevenir doenças cognitivas, inclusive em quem está com diabetes.

Praticamente todas as pessoas que recebem o diagnóstico de diabetes são induzidas a modificar os hábitos alimentares. Isto é, diminuir a quantidade de açúcares e gorduras nas refeições, além de trocar sobremesas e frituras por legumes e saladas, tornam-se passos importantes para a retomada da saúde. Muitas pessoas que estão com diabetes decidem adotar um padrão alimentar famoso em todo o mundo devido ao seu alto índice de sucesso em melhorar a saúde e a qualidade de vida: a dieta mediterrânica. Além de ser muito saborosa e repleta de alimentos riquíssimos em nutrientes, a dieta mediterrânica ajuda a emagrecer de maneira natural e possui diversos benefícios extras comprovados pela Ciência. Mais um deles acaba de entrar para esta lista!

dieta mediterranica diabetes

Na semana passada, o Diabeticool noticiou que foi comprovado que a dieta mediterrânea ajuda a prevenir a hiperuricemia, uma condição perigosa muito relacionada ao diabetes e à síndrome metabólica. A novidade da vez foi publicada na edição de hoje, 30 de abril, do periódico científico Neurology.

+ Leia mais! “Conheça os novos benefícios da Dieta Mediterrânea: Pesquisa espanhola revela novo papel da popular dieta para a saúde de quem está com diabetes.

 

A DESCOBERTA GREGA

Cientistas da Universidade de Atenas, na Grécia, demonstraram que adotar a dieta mediterrânica significa diminuir consideravelmente os riscos de desenvolver problemas mentais.

A pesquisa acompanhou durante cerca de quatro anos mais de 17 mil indivíduos. Sete porcento deles desenvolveram distúrbios cognitivos incidentes. O pesquisadores estudaram diversos fatores que poderiam ter colaborado para este diagnóstico, como idade, fatores ambientais, depressão e estado geral da saúde. O único fator que estatisticamente pôde ser correlacionado aos distúrbios no cérebro foi a dieta mediterrânea. Aqueles que aderiam mais fortemente à ela apresentaram, no geral, menores riscos de ter problemas mentais no futuro.

A boa notícia também tem efeito sobre o diabetes. Pessoas que estavam com a condição quando participaram do estudo também mostraram menores chances de desenvolver distúrbios cognitivos. Apesar dos benefícios da dieta mediterrânea neste quesito terem se mostrado um pouco menores do que para a população no geral, eles ainda assim existem.

“Uma aderência maior à dieta mediterrânea foi associada a menores probabilidades de desenvolvimento de distúrbios cognitivos incidentes, independentemente de possíveis fatores secundários”, escreveram os autores do artigo. “Esta associação foi moderada na presença de diabetes mellitus“.

 

RELEMBANDO…

A dieta mediterrânea é baseada, em termos gerais, nos seguintes princípios:

  • Alto consumo de frutas, vegetais, legumes, azeite de oliva, sementes e cereais;
  • Consumo moderado de vinho, produtos lácteos e aves;
  • Baixo consumo de carne vermelha, bebidas doces, cremes e massas.
Compartilhe!
  • Betania

    Estou com diabetes. E agora? Não sei cozinhar direito, nem gosto; mas agora é vital!!! Sei apenas que preciso MUDAR HÁBITOS (alimentares e de postura diante da vida). Mas, na realidade, não sei ao menos como começar. Já não tenho a tireoide, o que altera todo meu metabolismo… O que é e, como é essa Dieta Mediterânea?
    Preciso de alguém que possa e queira me ajudar. Será que são vocês???????

  • Saber sobre a alimentação?
    A alimentação deve comer?

  • Não nada comentária. Tinha saber como devo alimentar-me?