Diabetes e Úlcera

1

Aprenda o que são úlceras e como tratá-las e preveni-las da maneira correta.

Úlcera é uma ferida aberta e pode ocorrer devido a diversos fatores, como alterações mecânicas na conformação da arquitetura óssea do pé, em casos de neuropatia periférica e na doença arterial periférica aterosclerótica, que ocorrem com maior frequência e intensidade em indivíduos com diabetes.

Pessoas com diabetes têm maior chance de desenvolver úlcera nos pés por três motivos. Primeiro porque podem ter perdido a sensibilidade nos pés por causa da lesão nos nervos (neuropatia), fazendo com que pequenos cortes ou fissuras na pele não sejam percebidos e se agravem para problemas mais sérios. Segundo porque muitas pessoas com diabetes possuem problemas na circulação, o que dificulta a ação dos antibióticos, a oxigenação e a atuação das células brancas de defesa no local da lesão. Terceiro, porque os níveis elevados de glicemia também dificultam a cura.

É por isso que mesmo pequenas feridas, por menor que sejam, podem demorar muito tempo para cicatrizar em pessoas com diabetes. Na verdade, sem um suprimento de sangue adequado no local, as úlceras podem não curar.

As úlceras podem aparecer em qualquer região dos pés, ocorrendo mais frequentemente na sola (ver figura) e na parte inferior ou lateral do dedão do pé. A prevenção é essencial, preste atenção nos seus pés, os mantenha limpos, secos, protegidos de lesões (não andar sem calçado), e se auto examine com muito cuidado.

Se você ver qualquer sinal de corte ou ferida, por menor que seja, converse com o seu médico. Você também pode ir consultar um podólogo, profissional que é especialista no tratamento de problemas nos pés.

Clique na imagem para ampliar.

Clique na imagem para ampliar.

 

Compartilhe!