Depois de desmaiar dirigindo, Gustavo corre contra o diabetes tipo 1

0

Diagnosticado com diabetes tipo 1 aos 11 anos, o administrador controla doença com alimentação e corrida. Estreante na Corrida Eu Atleta BH, fez os 10km em 44min.

Na infância do Gustavo Dias a aula de educação física era um perigo. Diagnosticado com diabetes tipo 1, em que o corpo não produz insulina, sofria com as oscilações de glicemia no sangue.

– Eu desmaiava na escola e ficava com medo de fazer esportes. E não tínhamos informações completas sobre a doença em Nova Lima, onde cresci.

Aplicava insulina várias vezes por dia e, ainda assim, não podia descuidar da alimentação. Aos 22 anos um desmaio quase causa um acidente grave.

– Apaguei dirigindo e caí em uma valeta. Foi um grande susto que me mostrou como precisava ser disciplinado com minha doença.

Além de cuidar melhor da alimentação, o administrador passou a correr por influência do pai e percebeu como a necessidade de insulina caía consideravelmente. Hoje, usando uma bomba interna que ministra o remédio automaticamente, comemora a paz com o diabetes na pista.

– Quando corro a máquina injeta metade da insulina normal, e isso garante minha saúde no longo prazo. Além disso, a endorfina do esporte me faz lidar melhor com minha doença, na pista nem me lembro que sou diabético.

Nos últimos nove anos, já disputou várias edições da Volta da Pampulha e uma Meia Maratona do Rio de Janeiro. A estreia na Corrida Eu Atleta BH foi com 44 minutos nos 10km. Nada mal para quem mal podia correr na infância.

Fonte: Eu Atleta BH

Compartilhe!