Conheça a nova insulina “inteligente”, uma promessa para o diabetes tipo 1

0

Insulina age apenas na presença de glicose, evita episódios de hipoglicemia e é capaz de manter a glicemia regulada por até 14 horas.

nova insulina inteligente diabetes

Por Ricardo Schinaider de Aguiar, especial para o Diabeticool

Um dos principais inconvenientes para pessoas que têm diabetes tipo 1 é ter que se picar diversas vezes durante o dia, tanto para medir a glicemia quanto para aplicar a insulina. Pensando nisso, pesquisadores da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, estão desenvolvendo uma nova molécula capaz de manter a quantidade de açúcar no sangue regulada por um longo tempo. Os testes indicam que o efeito dessa “insulina inteligente” pode chegar a até 14 horas.

Algumas insulinas de ação longa já existentes também têm efeito por 14 horas, ou até mais. A diferença destas para a nova insulina inteligente é a maneira revolucionária como ela funciona.

 

O SANGUE ESTÁ “DOCE”? ESTÁ NA HORA DA INSULINA ENTRAR EM AÇÃO!

A estratégia dos cientistas foi adicionar à insulina uma espécie de “sensor” de açúcar. Esse “sensor”, uma molécula chamada de PBA (ácido fenil borônico), prende a insulina a células que ficam circulando no sangue e impede que ela tenha um efeito contínuo, o que poderia causar as graves crises de hipoglicemia. A insulina só age quando comemos açúcar: nessas situações, o PBA “percebe” que há glicose no sangue, solta a insulina e, assim, ela pode regular a glicemia.

Os pesquisadores acreditam que essa insulina inteligente, chamada de Ins-PBA-F, é mais rápida, efetiva e segura do que outras insulinas de longa duração. O que conhecemos hoje como “insulinas de longa duração” são moléculas de insulina tradicionais com “aditivos” que aumentam a vida útil dentro do corpo – nenhuma delas possui “sensores” que modulam seu funcionamento, como esta nova.

+ Entenda como funcionam os medicamentos para diabetes   Ler agora!

“A Ins-PBA-F se encaixa na verdadeira definição de ‘insulina inteligente’”, diz Danny Chou, um dos autores da descoberta. “É a primeira desenvolvida dessa maneira. Ela parece controlar os níveis de açúcar no sangue melhor do que qualquer outra coisa que está disponível para pessoas que têm diabetes no momento”.

ligacao-insulina-receptor-diabetes

A insulina é uma molécula que permite a passagem do açúcar do sangue para dentro das nossas células, fornecendo energia ao corpo.

 

QUANDO CHEGA PARA NÓS?

O estudo foi realizado em ratos de laboratório que tinham diabetes tipo 1. Os pesquisadores deram uma dose de Ins-PBA-F para os animaizinhos e notaram que seu efeito durou por 14 horas. A insulina inteligente foi acionada sempre que eles comiam açúcar, o que aconteceu diversas vezes durante esse período. A velocidade e as reações químicas que fizeram o Ins-PBA-F regularem a glicemia foram as mesmas do que aquelas da insulina de ratos saudáveis.

Os pesquisadores estão agora pensando em como usar essa insulina inteligente na forma de tratamento para humanos. Eles acreditam que os testes clínicos com o novo medicamento serão feitos nos próximos 2 a 5 anos.

Compartilhe!