Como o corpo transforma o que comemos em gordura

0

O mecanismo que converte os açúcares que ingerimos em gorduras é cada vez melhor compreendido pela Ciência. Veja aqui como ele funciona e o que fazer para manter uma dieta saudável neste fim de ano!

comer em excesso diabetes

As festas de final de ano são uma farra nutricional. As pessoas geralmente se esquecem dos regimes, tiram o atraso calórico de uma ano inteiro e exageram em doces, bebidas e refrigerantes. A glicemia de qualquer um atinge niveis épicos durante as festividades natalinas e de ano novo! Como o corpo se comporta perante tanto carboidrato na corrente sangüínea?

Após uma refeição, os carboidratos são quebrados em glicose, que é uma fonte imediata de energia para o organismo. O excesso de glicose fica acumulado no fígado na forma de glicogênio – ou então, com a ajuda da insulina, é convertido em ácidos graxos, circulado para outras partes do corpo e guardado como gordura nos tecidos adiposos. Quando há abundância de ácidos graxos, a gordura também se desenvolve no fígado. E este é um enorme problema, conhecido como “fígado gorduroso” ou pelo simpático nome de “esteatose hepática”.

“Fígado gorduroso causado por alto consumo de carboidratos pode ser tão nocivo quanto a ingestão excessiva de álcool, além de contribuir para várias doenças, incluindo o diabetes tipo 2”, garante Hei Sook Sul, professor do Departamento de Ciência Nutricional e Toxicologia da Universidade da Califórnia, Berkeley. “A conversão do excesso de glicose em ácidos graxos ocorre no fígado, mas há várias etapas neste processo que ainda não foram compreendidas.”

Estima-se que 3/4 das pessoas obesas possuam o fígado – até ele! – gorduroso.

voracidade alimentar diabetes

Um prato cheio de novidades

O professor Sul conduziu uma pesquisa, publicada na última edição da revista científica Molecular Cell, na qual identifica um único gene responsável pela conversão de carboidratos em aminoácidos, denominado BAF60c. Em camundongos nos quais este gene foi “desligado”, não houve a conversão, mesmo quando alimentados com dietas riquíssimas em açúcares. Corroborando os dados, camundongos que expressavam o triplo do BAF60c em seus fígados mostraram aumento significativo na quantidade de gordura acumulada. Com esta nova informação em mente, será possível desenvolver novas terapias para o tratamento do fígado gorduroso, reduzindo também, desta forma, a incidência de doenças correlacionadas, como o diabetes.

Carboidratos são essenciais à boa dieta humana – especialmente os carboidratos encontrados em legumes, frutas e vegetais -, porém costumamos consumir em demasia apenas os açúcares refinados, que aumentam mais rapidamente a glicemia. Os pesquisadores sugerem tomar cuidado com este nutriente. “Limitar o consumo de refrigerante, bolos e cookies é uma boa idéia para qualquer época… inclusive durante as festividades de final de ano”, sugeriu o professor Sul.

 

Compartilhe!