Como as uvas podem ajudar no diabetes?

4

Manter estas deliciosas frutas na dieta pode ser um caminho efetivo para prevenir o diabetes tipo 2, indica novo estudo.

Woman Eating Grapes

por Ricardo Schinaider de Aguiar, especial para o Diabeticool

Comer uvas regularmente pode ajudar na prevenção e no controle da Síndrome Metabólica, uma doença intimamente relacionada com o diabetes tipo II. O resultado foi obtido em um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Michigan e apresentado nessa segunda-feira em uma conferência de Biologia Experimental realizada em Boston. Componentes naturais presentes nas uvas, chamados polifenóis, são considerados os responsáveis pelos efeitos benéficos observados.

A Síndrome Metabólica é um conjunto de fatores que favorece o desenvolvimento do diabetes tipo II e de doenças cardiovasculares. Esses fatores incluem pressão arterial elevada, obesidade, altos níveis de glicemia e triglicérides e baixo colesterol HDL. Nesse estudo, uma dieta rica em gorduras foi fornecida a ratos. Enquanto alguns animais receberam uma variedade de uvas misturada na dieta, outros receberam apenas os alimentos gordurosos.

Os dois grupos foram acompanhados durante 90 dias. Os resultados revelaram que a dieta enriquecida com uvas reduziu marcadores inflamatórios no organismo, além de reduzir também níveis de gordura no fígado, rins e abdômen quando comparados com os animais que não receberam as uvas.

“Nosso estudo sugere que uma dieta enriquecida com uvas pode desempenhar um importante papel na proteção contra a Síndrome Metabólica e seus efeitos no organismo e em diversos órgãos”, disse Mitchell Seymour, pesquisador responsável pelo estudo. “Marcadores inflamatórios e de stress oxidativo têm um papel na progressão de doenças cardiovasculares e do diabetes tipo II. O consumo de uvas teve efeito em ambos esses componentes e em vários tecidos, o que é uma descoberta bastante promissora”.

A Síndrome Metabólica já é uma grande preocupação de saúde pública nos Estados Unidos, e preveni-la e controlá-la é, consequentemente, prevenir e controlar também o diabetes tipo II. Uma dieta saudável e a prática regular de exercícios físicos ajudam nesta prevenção, assim como a ingestão de alimentos ricos em polifenóis. Além de uvas, esses compostos podem ser encontrados em outras frutas, como morango e cereja, em vegetais como a cebola e a batata, no café e até mesmo em chocolates com alto teor de cacau.

 

Ricardo Aguiar é formado em Ciências Biológicas pela Unicamp e atualmente faz o curso de “Especialização em Divulgação Científica” no Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor), também pela Unicamp.

 

Compartilhe!
  • oerlis dessaune

    descobri que sou diabete a um mes gostaria de saber quais os principais alimentos para combater tenho 42 anos de idade e estou acima do peso quase obesidade, fiz uma glicemia de 551 mg/dl, estou na dieta oral um pouco equilibrada,como pouco carboidrato, evito o acuçar, pouca gordura mais não sei qual os alimentos ideais

  • DiabetiCool

    Olá, Oerlis, tudo bem?
    Você parece estar no caminho certo para recuperar a saúde! A alimentação é uma parte fundamental do controle do diabetes, muitas vezes esquecida. Para ajudar você, o Diabeticool preparou uma lista com as principais dicas alimentares para quem está com diabetes (veja aqui neste link); além disso, fique de olho nas nossas deliciosas receitas (link) e na seção de notícias sobre Dietas (link), sempre atualizada com as melhores e mais recentes informações!
    Abraços e muita saúde

  • ANGELINA AGUIAR

    GOSTARIA DE SABER O QUE POSSO COMER

  • CARLOS R. GUILHERME

    A 3 MESES QUANDO REGRESSAVA PARA LUANDA, VINDO DO LUBANGO (HUÍLA) DEPOIS DE CAMINHAR POR 20 MINUTOS SENTI QUE OS DEDOS DO PÉ ESQUERDO PRENDIAM. DOIS MESES DEPOIS ACONTECEU NOVAMENTE, DIA UM DE MAIO FUI À UMA CLINÍCA FAZER ANALÍSE, ACUSANDO PALUDISMO E, DISSERAM-ME QUE EU TINHA AÇUCAR NO SANGUE.
    QUE DEVO FAZER, TENHO 38 ANOS . CARLOS R. GUILHERME

    +244 923 34 98 30