Cientistas descobrem células causadoras do diabetes tipo 1

18

Pesquisa entra para a história ao revelar grupo celular que está por trás do início do diabetes tipo 1, doença ainda repleta de mistérios.

pesquisa lucy walker diabetes

As células foram encontradas após seis anos de buscas no laboratório da pesquisadora Lucy Walker (ao fundo).

Um dos grandes desafios da Ciência é tentar entender o que, afinal, causa o diabetes tipo 1. Diversas teorias abundam nas páginas dos periódicos especializados, mas faltam certezas. Neste cenário, 2015 começa de maneira pra lá de positiva, com uma ótima notícia que pode ajudar na descoberta dos verdadeiros motivos por trás do diabetes.

Uma nova pesquisa, publicada no respeitadíssimo Journal of Clinical Investigation, afirma ter identificado a grande “culpada” pelo diabetes tipo 1. Trata-se de uma célula do nosso sistema imune chamada “célula T-auxiliar folicular“.

Para entender a relevância da descoberta, primeiro é preciso saber que nunca antes um único tipo de célula havia sido apontado como causador do diabetes. Em segundo lugar, é preciso relembrar como o diabetes tipo 1 se desenvolve no nosso corpo.

 

REVISÃO RÁPIDA SOBRE DIABETES TIPO 1!

O diabetes tipo 1 corresponde a cerca de 10% dos casos de diabetes e costuma surgir bem cedo durante a vida. Por algum motivo que ainda não se entende muito bem, o sistema de defesa do corpo passa a atacar as células do pâncreas responsáveis pela produção de insulina. A insulina é a responsável por permitir a passagem do açúcar da corrente sangüínea para dentro das células. Ao longo do tempo, cada vez mais células do pâncreas são destruídas, menos insulina é produzida no órgão, e os efeitos do diabetes tornam-se perceptíveis.

O diabetes tipo 1 é diferente do tipo 2 porque, no tipo 2, não há este “auto-ataque” do corpo. No diabetes tipo 2, fatores como resistência à insulina e inflamações pesam muito mais na patologia da doença. Sendo assim, todo diabético tipo 1 precisa aplicar insulina diariamente para controlar a glicemia; no caso do diabetes tipo 2, o uso de insulina é incomum. Saiba mais aqui!

 

UMA DESCOBERTA HISTÓRICA

Estamos um passo mais próximos de curar o diabetes tipo 1“, afirmou a dra. Lucy Walker, pesquisadora da Universidade College London e principal autora do novo estudo.

No trabalho, o grupo da dra. Walker descobriu que estas células T-auxiliares foliculares geram uma resposta do sistema imune contra as células-beta, ativando o mecanismo de defesa do corpo. A partir disto, o organismo passa a destruir as células-beta, o que desencadeia o diabetes.

linfocitos insulina celulas beta

O pâncreas visto bem de pertinho: em azul, insulina; em verde, células do sistema imune (que não deveriam estar aí!); em vermelho, as células de defesa que estão se proliferando.

“Todo mundo tem estas células T [as auxiliares foliculares], e nós ainda não sabemos por que elas se expandem em algumas pessoas, causando o diabetes, e em outras não”, contou Walker.

Muitos novos estudos são necessários a fim de entender como e por que as células T-auxiliares foliculares fazem o corpo destruir as células produtoras de insulina. Mas saber que elas são as responsáveis pelo processo já é um passo enorme rumo a uma compreensão mais detalhada dos mecanismos por trás do diabetes tipo 1.

Com notícias como esta, é fácil acreditar que a cura, de fato, está cada vez mais próxima.

 

Compartilhe!
  • Paula Bandeira

    que bom tomara que deus der mais sabedoria para voçes medicos descobrirem mais cura para todas as doenças.torço para isto acontecer

  • rita de cassia batista ribeiro

    EI JOSE CARLOS LEBRAO, VCE AINDA ESTA MUITO NOVO PARA MORRER DE DIABETES , MAIS NAO SE PREOCUPE QUE DAQUI A MILHOES DE ANOS QUANDO RESOLVEREM DIZER QUE FOI ENCONTRADA A CURA DO DIABETES VCE AINDA ESTARA VIVO COM CERTEZA!

  • rita de cassia batista ribeiro

    dona Paula bandeira, os cientistas já tem sabedoria para resolverem o assunto do diabetes, como já resolveram, o negocio e a grana das grandes industrias farmacêuticas que não deixam vazar o resultado para não perderem grana, enquanto isso nos aqui no sofrimento

  • Eliana Braga

    toda hora uma nova descoberta, e as promessas de curas não sai do papel, nem sei mais se acredito nessa máfia chamada “ciência” que “investiga” as causas do diabetes tipo 1, pra mim tem muito interesse financeiro sim por trás que não deixam que nem médicos saibam a verdade que está por trás dessa doença!

  • O que é importante ter em mente é o seguinte: existem milhares de cientistas, no mundo inteiro, quebrando a cabeça na tentativa de entender o diabetes. E a grande maioria não é financiado pela indústria farmacêutica, mas por Universidades e governos.

    A questão é que o diabetes é uma das doenças mais complexas que atingem o ser humano – e é por isso que ainda não há cura. É por isso, também, que comemoramos cada vez que a Ciência consegue progredir e descobrir um pouquinho mais sobre ela.

    Muita gente crê num “complô” da indústria farmacêutica, mas isto é fruto da falta de esperanças que a inexistência de cura traz. Nestas horas, ao invés de aceitar que ainda não sabemos o suficiente para curar, de fato, o diabetes, alguns acham mais fácil crer que as farmacêuticas conseguem esconder informações ou “comprar” estas milhares de mentes independentes que estudam a doença.

  • Eliana Braga

    estou buscando informações sobre a cura do diabetes ´de ambos tipo 1 e 2 que a indústria farmacêutica não quer que saibamos, se for verdade e se eu me curar eu divulgarei como muitos tem feito já e por ser uma coisa tão simples muitos não estão acreditando, só que há médicos e cientistas importantes por traz dessa cura tanto nacional e internacional .. vamos ver, pode demorar mais eu vou atrás e estou certa de que é verdade mesmo..

  • Nós fazemos exatamente a mesma coisa, Eliana.

    Buscamos sempre informações sobre curas, novos tratamentos e avanços na compreensão do diabetes.

    E estudamos um monte antes de publicar qualquer uma delas – afinal de contas, com saúde não se brinca, não é mesmo? Infelizmente, o que tem de supostos “médicos” ou “especialistas” por aí divulgando “curas” milagrosas não é brincadeira…toda semana aparece alguém diferente tentando lucrar em cima de quem tem diabetes…quem convive com a doença há mais tempo já viu de tudo: cura com pata de vaca, jambolão, quiabo…

  • Eliana Braga

    Em 07/02/2015 07:14 PM, Disqus escreveu:

  • Eliana Braga

    mas apesar de tudo eu ainda leio sobre as curas mas não me causa mais esperança, não mesmo.. Olha o que fez a EMS e tantas outras industrias, eu ganhei uma visita na fábrica da EMS em 2012 pela drogaria Onofre, visitei lá e achei tudo muito legal, perguntei lá pra moça que nos explicava as etapas da fabricação dos medicamentos se a EMS fabricaria no futuro insulina e ela disse que haviam pesquisas mas que era segredo da fábrica e não poderia me dizer.. e agora descobrem que eles modificam uma fórmula sem autorização da Anvisa, por que fazem isso? não sabemos a verdade, mas vender é o que eles mais querem, nem que tenha que passar por cima da saúde das pessoas, se faz mal ou não, só querem vender!

  • Cecília Hermes

    Acredito no avanço da Ciência p/q acredito que meu filho ainda possa usufruir deste benefício da cura. Acredito e tenho fé que os cientistas serão iluminados por Deus para esta descoberta eficaz.

  • Rodrigo

    Infelizmente não podemos ignorar o fato de que nos tornamos produtos de uma indústria bilionária que cresce e prospera a cada ano às custas da nossa miséria. Curar não traz lucro algum para os engravatados. Por isso podemos nos preparar para depender ainda muitos anos desses subprodutos deficientes que nos vendem como se fosse tecnologia de ponta, e superfaturada.

  • Rodrigo

    O redator tocou num ponto crucial que, creio, é o foco da insatisfação da Eliana:
    A indústria farmacêutica ‘não’ financia a maioria dos estudos destes cientistas que buscam compreender a doença. Isso possivelmente ocorre por dois motivos:
    1° – As próprias corporações atingiram o teor desejado de pesquisas e dominam o conhecimento necessário para controlar a doença e os avanços programados; e/ou
    2° – Não há qualquer interesse em obter avanços rumo à ampla difusão de métodos baratos e eficazes no controle e (quem sabe?) erradicação da patologia.

  • Rodrigo

    Espero que o comentário não seja interpretado de forma equivocada como uma crítica ao teor da matéria. Muito pelo contrário, admiro (e muito) o grau de precisão, solidez e diversidade com que as notícias são publicadas aqui no Diabeticool.
    A intenção é meramente desenvolver o senso crítico de muitos que possam não perceber os interesses bilionários que cercam os tratamentos desta e de muitas outras doenças “incuráveis”, e como esses interesses estão minando a caminhada rumo a uma cura que não trará lucros financeiros.

  • Rodrigo

    Só espero que o comentário não seja interpretado de forma equivocada como uma crítica ao teor da matéria. Muito pelo contrário, admiro (e muito) o grau de precisão, solidez e diversidade com que as notícias são publicadas aqui no Diabeticool.
    A intenção é meramente desenvolver o senso crítico de muitos que possam não perceber os interesses bilionários que cercam os tratamentos desta e de muitas outras doenças “incuráveis”, e como esses interesses estão minando a caminhada rumo a uma cura que não trará lucros financeiros.

  • José Carlos

    Vcs acham que o governo é bonzinho ou esta faturando o dele dando insulina e remedios gratuitamente para os diabeticos

  • Rosana

    Compartilho da mesma opinião da Eliana…enquanto isso, preciso furar minha filha de apenas 3 anos, dezenas de vezes ao dia…ou para medir a glicose, ou para aplicar a insulina. É triste saber que a cura já existe e está nas mãos destas pessoas que só pensam em dinheiro. E por causa desta máfia, vou pagar mais de R$19.000,00 em uma bomba de infusaão de insulina, na tentativa de poupar minha pequena dessa maldade.

  • Eliana Braga

    tocando no assunto bomba de insulina Rosana, quero tentar com processo administrativo, você já foi atrás, já tentou o processo? Porque a bomba é caríssima mesmo, mas já ouvi dizer que os insumos dela, custam em media por mês uns 600 Reais ou mais.. Tente um processo, peça a médica dela pra te orientar nisso e fazer o pedido da bomba.

  • Eliane Camargo

    Com certeza a cura até já existe. O problema é que a indústria farmacêutica não tem nenhum interesse nisso. São milhões e milhões lucrados com insulinas, fitas, etc…
    O que é mais lucrativo para eles? Um medicamento que cure? Ou um medicamento que deixe a pessoa dependente o resto da vida?
    Por mais que um medicamento que propicie a cura custe caro, não ia gerar o lucro que os medicamentos que deixam as pessoas dependentes geram.
    Para a industria farmacêutica, nós portadores de diabetes e outras doenças também, não somos vistos como doentes ou pacientes, somos visto única e puramente como consumidores ativos.