Café reduz o risco de diabetes tipo 2

0

Mais um trabalho científico atesta a eficácia do cafezinho no combate ao diabetes tipo 2.

Se o café faz parte da sua rotina matinal, você pode reduzir o risco de diabetes tipo 2 todos os dias − pelo menos é o que revela uma recente análise de estudos anteriores.

A análise mostrou que as pessoas que bebiam café e cafeína, especialmente as mulheres, estavam menos propensas a desenvolver diabetes tipo 2.

Além disso, os pesquisadores descobriram que os bebedores de café mais inveterados estavam mais protegidos contra o diabetes do que aqueles que bebiam menos.

Xiubo Jiang, Dongfeng Zhang e Wenjie Jiang, do Departamento de Epidemiologia e Estatísticas de Saúde na Universidade de Qingdao, conduziram as análises sobre a diabetes tipo 2 e o café.

A diabetes Tipo 2 ocorre quando o corpo perde a sensibilidade à insulina, uma substância que regula o açúcar no sangue. Como resultado, as pessoas com diabetes tipo 2 têm níveis de açúcar no sangue cronicamente elevados.

Para ver como os hábitos de consumo de café podem afetar o risco de uma pessoa de desenvolver diabetes tipo 2, os pesquisadores analisaram estudos anteriores e estudos que envolvem café e ingestão de cafeína.

Eles consideraram os estudos que expuseram os participantes a café ou cafeína e consideraram o diabetes tipo 2 como um resultado. Além disso, eles tentaram descobrir se o risco mudava dependendo da quantidade de café consumido.

Os pesquisadores examinaram 26 artigos que discutiam 31 experimentos no total. Um total de 1.096.647 pessoas participaram nos testes, e 50.595 participantes desenvolveram diabetes tipo 2.

Os testes tiveram períodos de acompanhamento de 2,6 anos a 24 anos. A maioria dos testes continuou por mais de 10 anos.

Os pesquisadores determinaram que os participantes que beberam mais café tiveram cerca de 30 por cento menos probabilidade de desenvolver diabetes tipo 2 do que aqueles que beberam menores quantidades.

Eles também descobriram que o risco foi reduzido mais para as mulheres que beberam café do que para os homens que beberam café.

Em termos de resposta à dose, os pesquisadores descobriram que a incidência de diabetes tipo 2 diminuiu 12 por cento para cada duas xícaras diárias que os participantes bebiam.

A redução do risco foi semelhante para os 13 estudos envolvendo o café descafeinado. Aqueles que beberam mais café descafeinado tiveram cerca de 21 por cento menos probabilidade de desenvolver diabetes do que aqueles que beberam menos.

A cafeína sozinha também levou a uma redução do risco de diabetes tipo 2 em seis artigos que os autores analisaram. Aqueles do grupo que consumiram mais cafeína tiveram cerca de 30 por cento menos probabilidade de desenvolver diabetes tipo 2 do que aqueles que menos.

Os pesquisadores concluíram que pode haver uma relação inversa entre o consumo de café e a cafeína e os casos de diabetes tipo 2.

Além disso, a proteção que o café pode oferecer contra o diabetes aumentou quando os participantes beberam mais.

Os autores do artigo pediram por mais estudos de longo prazo para confirmar suas descobertas.

Esse artigo foi publicado em outubro no European Journal of Nutrition.

Fonte: Tribuna da Bahia

Compartilhe!