Café da manhã “gordo” e farto melhora saúde de diabéticos

3

Uma pesquisa surpreendente revelou que um café da manhã “reforçado” é muito melhor para diabéticos tipo 2 do que um mais “levinho”.

café da manhã gorduroso diabetes

POR RICARDO SCHINAIDER DE AGUIAR, ESPECIAL PARA O DIABETICOOL

É comum ouvirmos que o café da manhã é a refeição mais importante do dia. Mas qual sua importância para pessoas que tem diabetes? Pesquisas já haviam demonstrado que quem come café da manhã regularmente tende a ter um menor Índice de Massa Corporal (IMC) do que aqueles que pulam essa refeição. Um novo estudo, realizado pelos pesquisadores Hadas Rabinovitz, da Universidade Hebraica de Jerusalém, e Daniela Jakubowicz, da Universidade de Tel Aviv, avaliou os efeitos da composição do café da manhã sobre o controle da glicemia. Os resultados foram surpreendentes: um café da manhã rico em proteína e gordura aparentemente oferece mais benefícios para pessoas com diabetes tipo 2 do que um café da manhã com poucas calorias.

 

FAZ SENTIDO UMA COISA DESSAS?

A pesquisa acompanhou 47 voluntários com diabetes tipo 2 durante um período de 13 semanas. Os participantes foram divididos em dois grupos: um deles comeria um café da manhã “pequeno”, que conteria apenas 12,5% do total de calorias consumidas no dia inteiro; já o segundo grupo comeria um café da manhã “grande”, responsável por 33% do total de calorias do dia e rico em proteínas e gorduras.

garoto comendo cereais diabetes

Estará na hora de trocar os cereais e frutas por bacon e ovos no café?

As vantagens de comer o café da manhã “grande” foram observadas em diversos aspectos. Os voluntários desse grupo apresentaram redução na pressão arterial e vários deles diminuíram a dose das suas medicações para diabetes, enquanto no grupo do café da manhã “pequeno” alguns dos participantes tiveram que aumentar suas doses. Além disso, aqueles que comeram bem no café da manhã sentiram menos fome ao longo do dia e tiveram um melhor controle da glicemia quando estavam em jejum. Os pesquisadores acreditam que os resultados estejam relacionados a um hormônio chamado grelina, também conhecido como o “hormônio da fome”.

+ LEIA TAMBÉM: “Exercícios antes do café da manhã são os mais eficientesContrariando o ditado de que “saco vazio não para em pé”, praticar atividades físicas em jejum ajuda a perder mais peso e diminuir o risco de doenças cardíacas

“Ao longo do nosso estudo, pudemos observar que as pessoas no grupo do café da manhã pequeno sentiram mais fome durante o dia, enquanto aquelas que comeram o café da manhã grande sentiram-se saciadas”, diz Rabinovitz. “É possível que um café da manhã rico em proteínas e gordura diminua a secreção da grelina, resultando em uma maior sensação de saciedade”.

 

UMA DICA PARA O SEU CAFÉ DA MANHÃ

O pesquisador ressalta que ainda são necessários mais estudos para confirmar e esclarecer os mecanismos que levam a dieta do café da manhã “grande” a um melhor controle da glicemia pelo organismo, mas o resultado da pesquisa parece claro. “Uma simples mudança na dieta, tornando o café da manhã rico em gorduras e proteína, parece trazer mais benefícios para pessoas com diabetes tipo 2 do que um café da manhã pouco calórico”, afirma Jakubowicz.

Ricardo Aguiar é biólogo e especialista em divulgação científica (ambos pela UNICAMP) e colabora com o Diabeticool trazendo para a gente as últimas e mais empolgantes novidades da Ciência!

 

Compartilhe!
  • Lucas de la Fuente

    Muito surpreendente! Não tenho diabetes mas não custa experimentar, rs.

  • maria josé fragoso de melo freire

    como sempre as informações de vocês é magnifica,gostaria de tirar o carboidrato, e usar só proteinas,tenho mêdo o que fazer.

  • Dilmar Campos Pereira

    Suas recomendações são bem aceitas por nós, porém, quando já passamos por altos e baixos na tentativa de aprender conviver com a diabetes, sinceramente ficamos com medo de tentar seguir essas recomendações e cometermos mais um erro em nossas vidas.