Até o Google entra na guerra pela “Pílula de Insulina”

1

Google investe mais de 20 milhões de reais em empresa que promete acabar para sempre com as injeções de insulina.

google ventures diabetes

O que vem à cabeça quando se fala em “Google”? Logo nos lembramos de mecanismos de busca na internet, serviços de e-mail, mapas detalhados, aplicativos para telefone… Por certo, “tratamento para o diabetes” não é algo normalmente associada à marca (a não ser que pesquisemos o termo no buscador!). Porém engana-se quem acha que o Google nada tem a ver com melhorias na qualidade de vida de quem está com diabetes.

Na última semana, o gigante da internet anunciou que investirá mais de R$23 milhões em uma nova empresa que promete revolucionar a maneira como milhões de diabéticos em todo o mundo cuidam da saúde.

 

CONHEÇA A RANI THERAPEUTICS

rani therapeutics diabetesRani Therapeuthics é uma pequena empresa farmacêutica recém-criada na cidade de San José, estado norte-americano da Califórnia. Ela trabalha no desenvolvimento de uma pílula de insulina.

Até hoje, habitualmente a insulina é administrada através de (dolorosas e bem chatas) injeções (ver imagem abaixo). Apesar deste ser um processo bastante desagradável – ainda mais para quem está com diabetes tipo 1 e precisa de várias injeções por dia -, uma alternativa menos invasiva ainda não foi criada.

Isto acontece porque a molécula de insulina é facilmente destruída pelos fortes ácidos do nosso sistema digestivo. Por isso é que não existem até hoje as tais pílulas.

A Rani Therapeutics, porém, garante que resolverá este problema. Segundo a empresa, ela conseguiu desenvolver uma pílula de insulina que passa incólume pelo estômago, sendo absorvida quando entra em contato com as paredes do intestino delgado.

Para continuar as pesquisas desta nova pílula, porém, a empresa precisa de muito dinheiro. E é aí que entra o Google.

Na semana passada, em rodada de negociações, a Google Ventures e a InCube Ventures mostraram que acreditam nas aspirações da Rani e anunciaram o investimento de mais de 10 milhões de dólares na empresa.

 

MUITA GENTE ESTÁ ATRÁS DA “PÍLULA DE INSULINA”

caneta injecao insulina diabetes

Até o Google aposta na idéia de que aplicar insulina via injeção será, em breve, coisa do passado.

Se quiser se manter um competidor forte no mercado farmacêutico, a Rani Therapeutics precisará, de fato, de muito dinheiro. Além dela, diversas outras empresas já anunciaram que estão concentrando esforços no desenvolvimento de insulina em versão pílula, o que evitaria as injeções para aplicação do hormônio.

Dentre as concorrentes, a mais avançada é a empresa israelense Oramed, que já possui um protótipo da pílula em estágios avançados de testes clínicos.

Além dela, entram na briga as gigantes farmacêuticas Novo Nordisk, a norte-americana Bristol-Myers Squibb e a indiana Biocon.

 

SUA OPINIÃO CONTA

O Google acredita em um futuro recente no qual a idéia de se injetar a fim de ter mais insulina em circulação soará bastante absurda, uma vez que existirão pílulas que fazem o mesmo serviço, sem dores nem complicações. Será que podemos contar com isto ou trata-se de algo muito bom para ser verdade? Dê sua opinião nos comentários e na pesquisa logo abaixo!

 

Sorry, there are no polls available at the moment.
Compartilhe!
  • Giovanna Varoni

    O Dm tipo 1 já teve varias evoluções, como o da célula tronco.Porem sabemos que a industria lucra muito com as insulinas e nao há interesse em reverter e melhorar a qualidade de vida dos Diabéticos.

    Seria excelente uma pílula, pois meu filho e DM 1 há 10 anos, hoje tem 13 anos. E convive com varia picadas e muitas vezes dificuldade em fazer todas as injeções.