Alimentação correta é tão eficiente quanto tomar remédio

7

Pesquisa descobre que a arginina, componente natural de diversos alimentos saudáveis, atua tão bem quanto medicamentos no controle do diabetes tipo 2.

Por Ricardo Schinaider de Aguiar, especial para o Diabeticool

comidas com arginina diabetesA alimentação é um fator fundamental para o controle do diabetes tipo II. Em alguns casos, pode ser tão eficaz quanto o uso de medicamentos. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Copenhagen, em colaboração com a Universidade de Cincinnati, demonstrou que a arginina, aminoácido encontrado em diversos alimentos (veja na tabela abaixo), pode beneficiar o tratamento do diabetes tanto em casos de sensibilidade à insulina como em casos de resistência.

O aminoácido é tão eficiente quanto muitos remédios bem estabelecidos contra o diabetes tipo II”, diz Christoffer Clemmensen, pós-doutorando da Universidade de Copenhagen envolvido no estudo.

Para chegar a esse resultado, os cientistas realizaram testes de tolerância à glicose em ratos com problemas de sensibilidade e de resistência à insulina. Esses testes verificam a capacidade do corpo de remover a glicose da corrente sanguínea. Apenas um grupo de ratos, porém, recebia uma dose de arginina 15 minutos antes de serem alimentados com açúcar.

“Nós demonstramos que tanto ratos que tinham sensibilidade como ratos que tinham resistência à insulina obtiveram resultados melhores quando recebiam a dose de arginina. Em ambos esses grupos, os resultados foram aproximadamente 40% melhores em relação aos dos grupos controle”, afirma Clemmensen.

 

ENTÃO DEVEMOS INCLUIR A ARGININA NA DIETA?

Os cientistas também revelaram como o aminoácido age: na verdade, o processo é indireto. A arginina estimula a produção de um hormônio produzido no intestino, chamado glucagon-like peptide 1, ou GLP-1. Esse hormônio, por sua vez, aumenta a produção de insulina do organismo. Em ratos geneticamente modificados, que não conseguiam reconhecer o GLP-1, o tratamento com arginina não surtiu efeito.

 

ONDE ENCONTRAR A ARGININA?

A arginina pode ser encontra em diversos alimentos, entre os quais se destacam:

  • Nozes, castanhas, amêndoas e avelãs;
  • Laticínios: leite, iogurte e queijos;
  • Carnes: bovina, suína, de frango e de peixes.

 

“Você não irá curar o diabetes apenas comendo grandes quantidades de alimentos que possuem arginina”, ressalta Clemmensen. “Entretanto, nossos resultados indicam que uma dieta que contém alimentos com arginina pode ter um impacto positivo no modo como nosso corpo processa o que comemos”.

O próximo passo é realizar estudos também em humanos. Se os resultados forem positivos, talvez seja possível o desenvolvimento de novos e melhores remédios contra o diabetes tipo II.

 

Ricardo Aguiar é formado em Ciências Biológicas pela Unicamp e atualmente faz o curso de “Especialização em Divulgação Científica” no Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor), também pela Unicamp.

 

Compartilhe!