A visão central e o diabetes

0

Por Abelardo Targino, Médico oftalmologista

Em grande parte dos países desenvolvidos, o diabetes está alocado entre as principais causas de insuficiência renal, amputação de membros inferiores e cegueira. A maior causa de cegueira em pacientes com o quadro de diabetes é o edema macular diabético (EMD). Trata-se de um inchaço causado pelo acúmulo de líquidos na mácula, região central da retina onde se formam as imagens de maior qualidade captadas pelos olhos, algo fundamental para se realizar ações, como ler, dirigir e discernir rostos.

O problema afeta, em especial, os pacientes portadores de diabetes tipo 2, o mais comum. Esse perfil de diabetes não tem só causas genéticas. Possui, também, razões relacionadas à rotina do paciente, manifestando-se, por exemplo, em pessoas que se alimentam mal, sofrem com alterações na pressão arterial ou estão acima do peso. Entre os vários prejuízos está o comprometimento da mácula.

Como as maculopatias são doenças insidiosas, que uma vez iniciadas podem piorar muito rapidamente, é importante se prevenir e manter o hábito de visitar o oftalmologista regularmente. E o alerta também é importante para os diabéticos. Os primeiros sintomas costumam incluir visão tortuosa ou deformada (metamorfopsia) e o aparecimento de uma mancha escura fixa que impede a visão central.

A principal abordagem para combater o avanço de doenças da mácula está centrada no desenvolvimento de medicamentos cada vez mais modernos, que trazem resultados de maior duração. Para conhecê-los, Fortaleza recebeu na última sexta, no Hotel Gran Marquise, o Simpósio Mácula. Aberto ao público e em sua 11ª edição, é referência entre os médicos oftalmologistas e a população em geral.

Além da possibilidade de novos tratamentos, é importante salientar a necessidade de se manter um estilo de vida mais saudável. Fazer exercícios físicos, controlar o nível de açúcar no sangue e estar atento à saúde da visão são atitudes que podem evitar a cegueira e prolongar a qualidade de vida.

Fonte: OPovo.com.br

Compartilhe!