A doce baforada alheia

0

Respirar a fumaça do cigarro dos outros, todos sabem, é prejudicial à saúde. E, segundo uma nova prospecção, aumenta perigosamente as chances de se ter diabetes tipo 2.


De maneira enfática, o dr. Theodore Friedman, presidente do Departamento de Medicina Interna da Universidade Charles R. Drew de Los Angeles, avisou à imprensa: “Muito mais esforços precisam ser feitos para diminuir a exposição de indivíduos ao fumo passivo”. A pesquisa que ajudou a publicar, apresentada neste domingo na nonagésima quarta reunião anual da The Endocrine Society, fornece um argumento a mais para que as pessoas se mantenham não apenas longe dos cigarros, mas também da fumaça tóxica dos fumantes.

Fumar passivamente, ou seja, inspirar a fumaça do cigarro dos outros, é reconhecidamente um malefício à saúde, quase tão ruim quanto fumar ativamente um cigarro. O novo estudo comprova que o fumacê alheio também aumenta as chances de se desenvolver diabetes tipo 2 e obesidade.

O trabalho envolveu mais de seis mil adultos norte-americanos, estudados de 2001 a 2006. Eles foram divididos em três grupos: fumantes, não fumantes e fumantes passivos (grupo este de quem respondia que não fumava, porém possuía índices relevantes de nicotina no sangue).

Após ajustar os resultados para eliminar as influências de idade, gênero, raça, consumo de álcool e exercícios, os pesquisadores descobriram que fumantes passivos, quando comparados com não fumantes, apresentavam sinais perigosos de vários fatores que podem levar ao diabetes, como maior resistência à insulia, glicemia de jejum elevada e maiores concentrações de hemoglobina glicada. E não apenas estes sintomas foram observados: os fumantes passivos também possuíam uma maior taxa de diabetes tipo 2.

Os autores do estudo sugerem novas pesquisas comprovando esta correlação por eles descoberta. Foi identificada relação também entre o fumo passivo e obesidade. Todavia, aparentemente não há relação entre a obesidade e as taxas maiores de diabetes, ou seja, foi realmente o fumo passivo que causou a doce condição.

 

Compartilhe!