1 de cada 3 diabéticos tipo 1 ainda produz insulina

1

Descoberta de que alta porcentagem de quem está com diabetes tipo 1 produz, naturalmente, o hormônio, traz fortes implicações tanto médicas quanto econômicas.

insulina no diabetes tipo 1

É comum dizer que a grande diferença entre o diabetes tipo 1 e o tipo 2 é que, no primeiro caso, o corpo não produz insulina. A própria Associação Americana de Diabetes – uma das entidades mais respeitadas no mundo – escreve, categórica, em seu website: “No diabetes tipo 1, o corpo não produz insulina”. Mas será mesmo que quem está com diabetes tipo 1 não gera nada deste importante hormônio?

Uma nova pesquisa científica vem mostrar que o funcionamento do corpo de um diabético tipo 1 é mais complexo do que se imaginava. O estudo, publicado na última edição do periódico Diabetes Care, afirma que pelo menos 1 de cada 3 diabéticos tipo 1 continua produzindo insulina durante várias décadas após o diagnóstico.

A descoberta, além de revolucionar a compreensão sobre a doença, ainda possui aplicações práticas nas áreas médica e econômica.

 

MEGA ESTUDO TRAZ MEGA RESULTADOS

O trabalho, conduzido por pesquisadores da Universidade de Miami, utilizou um enorme banco de dados sobre pessoas com diabetes tipo 1 fornecido pelo T1D Exchange, consórcio científico focado em acelerar pesquisas sobre a doença.

Dados de saúde de mais de 900 diabéticos foram analisados no trabalho. Cada um deles passou por um teste de detecção do peptídeo-C. O peptídeo-C é uma molécula que ajuda a insulina a ser sintetizada no corpo; assim, caso esteja presente no organismo, é um sinal de que insulina está sendo produzida.

diabetes tipo 1 produz insulina

Os resultados mostraram que o número de diabéticos que ainda produziam insulina era muito acima do esperado. Entre pacientes diagnosticados há 5 anos, por exemplo, o peptídeo-C foi encontrado em 78% dos adultos e 46% daqueles diagnosticados antes dos 18 anos de idade. Em diabéticos diagnosticados há mais de 40 anos, 16% deles continuam a ter o peptídeo-C no corpo.

No geral, um terço dos diabéticos apresentou presença do peptídeo.

“Outros estudos mostraram que alguns pacientes com diabetes tipo 1 que viveram muito anos com a doença continuavam a secretar insulina. Acreditava-se que estes pacientes eram casos excepcionais”, afirmou a doutora Carla Greenbaum, diretora do T1D Exchange Biobank e uma das autoras do trabalho. “Pela primeira vez, nós podemos dizer definitivamente que estes pacientes são uma parte verdadeira da população com diabetes tipo 1, o que implica mudanças enormes no manejo clínico e nas políticas públicas”.

pesquisa sobre diabetes tipo 1

+ PARA SABER MAIS: Em outubro do ano passado, o Diabeticool trazia com exclusividade aos leitores a matéria “No final das contas, diabéticos tipo 1 produzem, sim, insulina!“. O texto conta detalhes de uma pesquisa realizada na Inglaterra que mostrava que 75% dos diabéticos tipo 1 ainda produziam naturalmente insulina, mesmo em quantidades bem pequenas.

 

AS MUDANÇAS QUE A PESQUISA TRAZ

Em termos médicos, saber que uma porcentagem alta de diabéticos tipo 1 ainda produz insulina pode ajudar os profissionais da saúde na hora de realizar corretamente o diagnóstico do diabetes. Hoje, testes de detecção de insulina realizado em adultos podem fazer a equipe médica concluir que a pessoa tem diabetes tipo 2 quando na verdade ela está com diabetes tipo 1 (no tipo 2 da doença, há produção de insulina, pelo menos nos estágios iniciais e intermediários da doença).

Já em termos econômicos, a novidade científica promete gerar debates e mudanças nas políticas de saúde, pelo menos nos EUA. Lá, o serviço público de saúde e diversas seguradoras apenas fornecem bombas de insulina caso o diabético tipo 1 tenha comprovação médica de que não produz nada de insulina. Saber que boa parte dos DM1 ainda sintetizam o hormônio – e que isto não ajuda a controlar melhor a doença, sendo o uso da bomba ainda necessário – deverá ser levado em consideração nos próximos anos.

 

Compartilhe!
  • Marcelo

    JÁ cansei de dizer isto para o meu médico. Não tomo insulina depois da refeiçao nourna (novolin N ) e a minha diabetes fica controlado, e cedo está em 60/70. Também já aconteceu de eu ter que ficar comendo doce o dia todo por que nao parava de baixar. Produz sim, isto tenho certeza.